Salário do INSS está garantido mesmo para quem NÃO possuí contribuições

Os brasileiros que não realizaram nenhuma contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) nos últimos anos, podem receber até um salário mínimo, no valor de R$1.100.

Salário do INSS está garantido mesmo para quem NÃO possuí contribuições
Salário do INSS está garantido mesmo para quem NÃO possuí contribuições (imagem: FDR)

Uma das formas de conseguir esse pagamento é por meio do Benefício de Prestação Continuada (BPC), mas é necessário estar dentro de alguns requisitos.

O INSS possui uma fila de 1,7 milhões de solicitações para análise. Com isso, o BPC se tornou uma alternativa para os idosos e pessoas com deficiência de baixa renda para aqueles que foram atingidos pela pandemia causada pelo novo coronavírus.

Os pedidos são dos grupos prioritários, mas alguns foram feitos por pessoas que estão incapazes de forma temporária, já que o benefício substituiu o auxílio doença.

O INSS aposta que o tempo de espera médio na fila de análise será de 98 dias, muito além do que é estabelecido por meio da lei, que é de 45 dias.

Como solicitar o BPC no INSS?

Os cidadãos que podem receber o benefício podem fazer a solicitação e podem ir até um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é o centro de atendimento em que se realiza o cadastro no CadÚnico.

O beneficiário deve buscar o Cras mais perto da sua casa. Neste período o atendimento presencial está sendo realizado com horário agendado.

O CadÚnico não é apenas um cadastro para as pessoas com deficiência e sim um cadastro familiar.

Podem fazer parte do cadastro: o requerente, o cônjuge ou companheiro, os pais e, na ausência de um deles, a madrasta ou padrasto, os irmãos solteiros, os filhos e enteados solteiros e os menores tutelados, desde que vivam no mesmo endereço. Documentos de toda família devem ser levados para realização do cadastro.

Como solicitar pela internet?

Depois de ter gerado seu Número de Identificação Social (NIS) com o cadastro no CadÚnico, é preciso entrar no aplicativo Meu NSS. Após isso é necessário:

  • Crie um login e uma senha para acessar seu perfil no Meu INSS;
  • O login será seu CPF e uma senha criada por você;
  • O portal irá fazer perguntas para confirmar sua identidade. Depois, é possível fazer o requerimento.
  • Se o BPC for solicitado em seu nome, você deve responder seus dados. Mas se for para terceiros, use os dados dele no cadastro do Meu INSS.;
  • No aplicativo é só entrar em: Agendamentos/Solicitações, depois Benefícios Assistenciais, clicar em Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência e Atendimento à distância;
  • Envie a documentação solicitada no aplicativo Meu INSS;
  • Acompanhe a situação do seu requerimento com frequência, porque o processo será feito on-line durante a pandemia;
  • Há uma lupa no requerimento feito: clique nela para acompanhar seu processo.
  • O INSS também irá se comunicar com você pelo site ou aplicativo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.