Proteja seus dados do megavazamento de informações seguindo ESTAS dicas

Recentemente, os dados pessoais de mais de 223 milhões de brasileiros foram vazados. Este número supera o da população brasileira porque inclui informações de pessoas falecidas. Diante desta vulnerabilidade, algumas medidas podem ser tomadas para proteger os dados do megavazamento de informações.

Proteja seus dados do megavazamento de informações seguindo estas dicas
Proteja seus dados do megavazamento de informações seguindo estas dicas (Imagem: Soumil Kumar/Pexels)

O vazamento de dados das 223 milhões de pessoas aconteceu em dois momentos. O primeiro vazamento revelou informações de números de CPF. Estes dados tiveram livre circulação na internet.

O segundo vazamento teve informações mais sensíveis. Foram expostos dados de benefícios do INSS, programas sociais, escolaridade, entre outros. Estas informações passaram a ser vendidas por criminosos virtuais.

Apesar de não foi possível impedir a propagação dos dados pessoais, a população pode tomar medidas para que ver se as informações estão sendo utilizadas indevidamente e para evitar possíveis crimes futuros.

Como se proteger do megavazamento de informações

Por conta do vazamento, é importante verificar se os dados já foram utilizados indevidamente para a abertura de contas correntes e empréstimos ilegais. Para isto, a pessoa pode acessar o site Registrado. O cadastro pode ser feito pelo aplicativo do banco no celular e pela internet.

Com as informações sendo distribuídas ilegalmente pela internet, a pessoa deve estar atenta a possíveis mensagens suspeitas — por e-mail, rede social, telefone, por exemplo.

Pelo fato de que o criminoso pode ter acesso a dados íntimos, como o nome CPF e outras informações pessoais, é importante estar atento.

Em casso de dúvidas sobre a procedência de algum contato, vale entrar em contato com a respectiva instituição para confirmar a veracidade da abordagem.

A pessoa deve tomar cuidado ao passar informações pessoais em sites que não são confiáveis. Se surgir alguma suposta promoção ou algo suspeito, evite fornecer os dados.

Caso tenha ocorrido alguma alteração de dados, é importante entrar em contato com o banco ou a operadora de crédito para atualizar as informações. Quanto antes a informação estiver atualizada, mais difícil será de um possível criminoso cometer algum ato ilegal.

As senhas de acesso também devem ser alteradas regularmente para evitar a vulnerabilidade. No momento da mudança, é importante escolher senhas fortes, que dificultem a descoberta pelo criminoso.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.