O que é Bitcoin? Veja como funciona e como investir na moeda digital!

Pontos-chave
  • Bitcoin está atraindo mais investidores;
  • Para investir na moeda é necessário cautela, já que existem riscos;
  • Governo federal estuda a criação de criptomoeda brasileira.

As moedas digitais estão ganhando cada vez mais espaço e chamando a atenção de pessoas ao redor do mundo. Entre estas moedas, a mais conhecida é o Bitcoin que foi criada em 2009 para facilitar as transações pela internet. Entenda mais sobre ela.

O que é Bitcoin? Veja como funciona e como investir na moeda digital de maior valor de mercado!
O que é Bitcoin? Veja como funciona e como investir na moeda digital! (Imagem: Google)

Não existem muitas informações sobre seu criador, apenas que se trata de um programador ou grupo de programadores, que usa o pseudônimo de Satoshi Nakamoto.

A finalidade do bitcoin era de ser uma moeda descentralizada, sem a presença de uma instituição financeira, como um banco, para intermediar a troca de dinheiro entre duas pessoas.

O que é bitcoin?

As criptomoedas são ativos da mesma forma que o real, dólar e euro, porém que circulam somente em ambiente virtual. Entre estas moedas, o bitcoin é a mais conhecida, mas existem tantos outros, como Ethereum, Litecoin e Ripple.

A base do sistema do Bitcoin é a criptografia. É isso que garante que o sistema funcione e que todas as transações sejam efetuadas de forma segura e anônima. Por conta disso os Bitcoins são chamados de criptomoedas.

Já que o bitcoin não é regulamentada por nenhuma autoridade financeira, o processamento das transações é feito pelos chamados mineradores.

Para comprar qualquer uma delas, é necessário abrir uma conta em corretoras especializadas.

Como comprar?

A troca do dinheiro em reais ou dólares é feito através de uma corretora que liga os interessados na compra do bitcoin com quem deseja vender.

Por trás dessa “troca” está um sistema de transferência chamado de blockchain ou cadeia de blocos. E este sistema que registra todas as quantias que são transferidas de bitcoin. Este procedimento é como se fosse um livro contábil que registra as transferências e os valores.

Para começar, abra uma conta em uma exchange (casas especializadas no assunto), preenchendo um cadastro com dados pessoais. É possível que ela peça a apresentação de alguns documentos ou cópias deles para validar a identidade do investidor.

Algumas corretoras utilizam mecanismos extras de proteção, além das usuais senhas, como tokens. Se for o caso da Exchange que você tiver escolhido, é necessário fazer as devidas ativações. Depois, basta transferir dinheiro para a conta e começar a operar.

Após abrir sua carteira em uma exchange, você poderá comprar moedas e pagar através de transferências, cartões de crédito ou até boletos. Porém, para evitar grandes perdas, é essencial saber o momento certo de comprar Bitcoins.

Se está pensando em comprar, sempre observe os gráficos e análises a respeito do movimento de preços dessas moedas. Essa atenção é a linha que separa os grandes investimentos de verdadeiros desastres financeiros.

Mas, como este investimento é novo e o volume de investidores ainda está em crescimento, não é possível ter uma garantia total e a análise técnica pode ser imprecisa e acabar não funcionando tão bem quanto no mercado de ações.

Por que seu preço passa por tantas variações

A volatilidade da moeda se dá pela busca por seu valor justo no mercado, pois ainda não existe lastro nem regulamentação por parte de bancos centrais.

As operações são registradas através da tecnologia blockchain, que registra todas as quantias transferidas, quem transferiu para quem e qual o valor.

O que é Bitcoin? Veja como funciona e como investir na moeda digital!
O que é Bitcoin? Veja como funciona e como investir na moeda digital! (Imagem: Google)

Criptomoeda brasileira

Devido ao crescimento da popularidade das moedas digitais em todo o mundo, o Brasil planeja lançar sua própria moeda no ano que vem. Os especialistas acreditam que a criação desta moeda pode auxiliar na recuperação da economia, agilizando o comércio pela internet.

O Banco Central disse que um grupo de trabalho intergovernamental está trabalhando na finalização do estudo a respeito do tema em suas várias dimensões.

A equipe está trabalhando neste tema desde agosto do ano passado e primeiro prazo para que apresente a conclusão dos estudos acaba neste mês.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, é um dos maiores incentivadores da medida. Em novembro de 2020, ele disse que a pandemia do novo coronavírus deve acelerar essa tomada de decisão pelo Brasil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.