Auxílio emergencial ajuda Caixa a liderar fatia da Elo contra Bradesco e BB

As três maiores instituições financeiras do país estão travando uma verdadeira guerra nos bastidores para angariar fatias de participação nos cartões de crédito e débito Elo. A empresa é a única bandeira nacional capaz de bater de frente com a Mastercard e Visa, lideres do setor. A razão disto é o auxílio emergencial.

Auxílio emergencial ajuda Caixa a liderar fatia da Elo contra Bradesco e BB
Auxílio emergencial ajuda Caixa a liderar fatia da Elo contra Bradesco e BB (Imagem: Reprodução/Google)

Caixa, Bradesco e Banco do Brasil são os três sócios da Elo Serviços Financeiros S.A. Essa é a empresa proprietária da bandeira Elo de cartões de crédito e de débito. 

Criado em março de 2002, pelos três bancos. Os objetivos da iniciativa, entre outras coisas, estavam o de levar o cartão a mais brasileiros e criar uma concorrência 100% nacional em um mercado que naquele momento era dominado duas gigantes estrangeiras.

Ao ser criada, a bandeira Elo foi repartida em três partes iguais: a Caixa Econômica ficou com 33,335%, e uma fatia de 66,665% ficou com a Elopar (uma empresa formada pelo Bradesco que ficou com 50,01% e Banco do Brasil com 49,99%). 

Porém em sua criação, foi determinada também uma regra: as participações de cada sócio seriam revistas a quatro anos.

O sócio que trabalhasse mais pela bandeiras Elo ganharia como prêmio mais fatias da empresa. E isto vale muito.

Segundo os dados mais atualizados, no exercício de 2019, a sociedade registrou lucro líquido de R$ 419,3 milhões, ganho 172% maior que o de 2018.

O patrimônio líquido em 2019 era de R$ 591,7 milhões e os ativos totais de R$ 1,2 bilhão. Quanto maior a fatia do sócio no negócio, maior a parte que lhe cabe nesse resultado.

Ao longo dos anos a Caixa vem se destacando nesta operação. A instituição, que é  totalmente controlada pelo governo federal, elevou sua fatia, em março de 2018, a 36,9% da Elo. Com isso, em sete anos, ganhou 3,5 pontos percentuais na empresa.

Auxílio infla o setor de cartão de débito 

Neste ano acontece a terceira rodada de revisão das participações. Em março, os três sócios vão se reunir para contabilizar qual deles está gerando mais negócios para a bandeira Elo. A pandemia será o diferencial desta rodada.

No momento de fazer com que o auxílio emergencial chegasse na mãos de milhões de brasileiros, o governo utilizou a Caixa como o principal banco de pagamento.

A Elo então foi utilizada como bandeira pela Caixa para emitir as dezenas de milhões de contas digitais. Com esses milhões de cartões emitidos em 2020, a Caixa se destacou no desempenho da Elo em 2020. Desta forma, o banco estatal deve voltar a ganhar nacos da empresa.

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.