Valor da gasolina e diesel: TUDO que interfere no preço que chega ao consumidor

Logo no inicio da pandemia, os valores dos combustíveis sofreram uma queda na bomba. Conforme as atividades foram retornando, esses preços voltaram a subir.

Valor da gasolina e diesel: TUDO que interfere no preço que chega ao consumidor
Valor da gasolina e diesel: TUDO que interfere no preço que chega ao consumidor (Foto: Google)

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os meses de novembro e janeiro, o preço médio da gasolina comum chegou a subir 4%. Além disso, o diesel S-10, teve aumento de 4,5% no mesmo período. Veja:

  • Gasolina custava R$ 4,409 e subiu para R$ 4,583;
  • Diesel custava R$ 3,606 e subiu para 3,769;

Como os preços dos combustíveis são formados?

Os preços da gasolina e do diesel são diretamente influenciados pela Petrobrás, afinal de contas, a empresa é dominante no mercado brasileiro.

O primeiro aumento do diesel aconteceu ainda no ano passado, quando a empresa passou a vender por R$ 2,12.

Os grandes fatores que influenciam no preço final são: os impostos (ICMS, PIS/Pasep e Cofins, e Cide), custo do etanol e margem de lucro dos distribuidores e revendedores. Mas vamos ver mais:

Produção

Todo o processo de produção atinge 31% do valor final do combustível. Nesta porcentagem estão inseridos todos os custos necessários por parte da Petrobrás para produzir a gasolina.

Impostos Federais e Estaduais

Os impostos Federais são responsáveis por cerca de 10% do valor total dos combustíveis. Esses tributos são: CIDE, PIS/PASEP e COFINS. Já no caso dos Impostos Estaduais, a porcentagem chega a 28% e, nesse caso, estamos falando apenas do ICMS.

Custo do etanol

Como já citamos, o custo do etanol também tem participação no valor final do combustível que chega nas bombas. Lembrando que neste custo não estão inclusos os 31% do processo de produção. Em resumo, para a adição do etanol, é preciso investir um valor que circula por volta dos 15% do total.

Distribuição e revenda

O último fator que compõe o preço final dos combustíveis é a taxa de distribuição e revenda dos mesmos. Podemos considerar que essa taxa não é tão alta, se considerarmos todo o processo. Atualmente, ela está em 16% do valor total.

Basicamente, se somar todos esses fatores teremos 100% do valor total dos combustíveis.

 

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Bartira Araújo
Bartira Araújo se formou em Jornalismo pela Universidade Santa Cecília (UniSanta) no ano de 2008. Trabalhou como editora do Portal Unisanta Online e redatora em agências de marketing. Atualmente produz matérias para o portal FDR e possui anos de experiência na área de loterias e jogos de aposta.