Juros do cheque especial tem alta de 0,63%, diz Procon-SP

Neste mês, a taxa média de juros do cheque especial ficou em 7,96% a.m., ante os 7,91% praticados no mês anterior, registrando uma variação positiva de 0,63%. No caso da taxa média do empréstimo pessoal entre os bancos pesquisados se manteve em 6,08%. Os dados foram levantados por uma pesquisa do Procon-SP. Saiba mais.

Juros do cheque especial tem alta de 0,63%, diz Procon-SP
Juros do cheque especial tem alta de 0,63%, diz Procon-SP (Imagem Google)

A base do levantamento foram as taxas vigentes no dia 2 de fevereiro. Foram pesquisados o Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra e Santander.

Desses bancos, o Itaú foi o único que elevou a taxa do cheque especial, indo de 7,74% no primeiro mês do ano para 8,00% em fevereiro. Esta foi a maior registrada entre os pesquisados.

As outras instituições não mexeram nos juros do cheque especial, e o Banco do Brasil permaneceu com a menor taxa (7,73%).

Já para os empréstimos pessoais, a máxima ficou em 7,89%, praticada pelo Banco Santander, e a mínima, aplicada pela Caixa Econômica Federal, na marca de 3,89%.

Banco do Brasil e Bradesco criam novas estratégias para futuro da Cielo

O Banco do Brasil está estudando uma possível venda de sua parte na Cielo, porém, seu sócio o Banco Bradesco, não deseja ter outro parceiro na empresa.

Caso o Banco do Brasil realmente venha a vender sua parte na Cielo, o Bradesco vai apresentar uma oferta de compra.

Lucro da Cielo caiu 68% em 2020

A Cielo encerrou o ano passado com um lucro líquido de R$490,249 milhões, uma queda de 68% quando comparado com o resultado obtido em 2019, quando o ganho bateu R$1,547 bilhão.

A queda é decorrente dos impactos econômicos causados pela pandemia do coronavírus no consumo, em especial no segundo trimestre.

De acordo com um comunicado da empresa, a queda no consumo por conta da pandemia impactou tanto os negócios da Cielo, como da Cateno, que durante o ano, apresentou queda em volume, em especial nos seus negócios mais rentáveis.

No ano passado, as receitas líquidas da empresa totalizaram R$ 4,675 bilhões, uma queda de 11,7% em comparação com 2019. Seguindo a mesma base de comparação, as despesas operacionais passaram de R$ 1,248 bilhão para R$ 1,298 bilhão, um crescimento de 4%.

Porém, no quarto trimestre de 2020, o lucro líquido da Cielo foi de R$ 298,2 milhões, um crescimento de 34,7% sobre o mesmo trimestre de 2019 e de 197,0% quando comparado ao terceiro trimestre de 2020.

A empresa diz que, na comparação com o trimestre anterior o resultado foi impulsionado pela melhora em todas as unidades de negócio: Cielo Brasil (adquirência), Cateno e demais controladoras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA