Bolsonaro tira responsabilidade sobre preços de combustíveis e não interfere na Petrobras

Na tarde de ontem, 8, Jair Bolsonaro voltou a afirmar que o governo não pode interferir na Petrobras. Esta declaração acontece em meio a um cenário de pressão por conta do novo reajuste nos preços dos combustíveis. O presidente se reuniu com o ministro da Economia Paulo Guedes e com a equipe econômica para tratar destes aumentos. Saiba mais.

publicidade
Bolsonaro tira responsabilidade sobre preços de combustíveis e não interfere na Petrobras
Bolsonaro tira responsabilidade sobre preços de combustíveis e não interfere na Petrobras (Imagem: Isac Nóbrega/PR)

Nesta reunião, Bolsonaro discutiu com a equipe econômica sobre o aumento médio nos preços de venda às distribuidoras anunciado pela Petrobras e que passam a valer hoje, 9. Estes aumentos impactam a gasolina, o diesel e o gás do tipo GLP, o gás utilizado em cozinhas.

“Hoje estávamos reunidos com a equipe econômica do Paulo Guedes vendo a questão do impacto desse novo reajuste no combustível ao qual nós não temos como interferir e não pensamos em interferir na Petrobras”, disse o presidente no Palácio do Planalto.

publicidade

O senador e ex-presidente da República, Fernando Collor de Mello (Prós-AL), também esteve na reunião.

De acordo com Bolsonaro, o “ideal” para resolver a questão do aumento nos preços dos combustíveis seria “baixar o dólar”.

“O ideal – tenho conversado com Roberto Campos Neto (presidente do Banco Central) – é o dólar baixar. Mas baixa como? Com o parlamento em grande parte colaborando na votação de projetos que possam realmente mostrar que nós temos responsabilidade”, explicou.

O presidente acredita que mostrando essa responsabilidade, o dólar abaixará automaticamente. O chefe do Executivo cumprimentou parlamentares e defendeu o alinhamento com o parlamento.

Plataforma

Também nesta segunda, o chefe do Executivo esteve presente no lançamento da plataforma digital “Participa + Brasil”, iniciativa da Secretaria de Governo para incentivar a participação social e transparência.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Através da plataforma, o cidadão vai poder, mediante identificação, acessar à agenda de audiência públicas, participar em consultas públicas e consultar dados dos colegiados da administração pública federal, como conselhos nacionais e comissões especiais. Também será possível enviar sugestões aos órgãos federais.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.