Participantes do ENEM Digital foram beneficiados com prova mais fácil? Entenda!

As redes sociais foram tomadas de reclamações de participantes do ENEM Digital sobre o nível da prova nessa modalidade. Mas os conteúdos, nível das questões e até a correção, seguem os mesmos padrões da prova impressa.

Participantes do ENEM Digital foram beneficiados com prova mais fácil? Entenda!
Participantes do ENEM Digital foram beneficiados com prova mais fácil? Entenda! (Imagem/Reprodução: Google)

O ENEM Digital é a grande novidade do Inep para o ano de 2020, lembrando que a prova acontece em 2021, mas o exame é referente ao ano anterior.

A ideia é que esse ano seja um piloto para a implementação dessa modalidade de forma total até 2026.

Ou seja, o INEP realmente deseja substituir o Exame Nacional do Ensino Médio em sua versão impressa pela versão digital.

Acontece que muita expectativa foi criada com essa nova forma de participar do exame, e parte dos estudantes se sentiram decepcionados e injustiçados com a comparação entre as duas modalidades de aplicação.

Entenda agora se é possível que alguém seja beneficiado por ter escolhido participar da prova digital.

O ENEM Digital é mais fácil?

Fernando Santo, gerente de Inteligência Educacional e Avaliações do Poliedro comentou sobre essa sensação de facilidade na prova digital.

“Na hora de montar, é só distribuir as perguntas com base nos graus de dificuldade de cada uma. Os assuntos podem ser diferentes, mas o número de questões consideradas simples vai ser aproximadamente o mesmo em todas as versões do Enem”, afirmou Santo.

Ou seja, o banco de questões do ENEM digital e impresso foi o mesmo, o que aconteceu foi apenas que as questões eram diferentes, como já era esperado, mas o nível de dificuldade era o mesmo.

As questões são classificadas em níveis de dificuldade após serem submetidas a um grupo de estudantes. Quando muitos acertam determinada pergunta, ela é classificada como fácil.

Como será feita a correção do ENEM Digital?

O método usado será a Teoria de Resposta ao Item (TRI), mesmo método de correção da prova impressa.

Nele o que é contabilizado não é exatamente a quantidade de questões acertadas.

Mas busca identificar certa coerência nas respostas. Ou seja, se ele é capaz de responder a uma questão difícil, ele também deve ser capaz de responder ás fáceis.

É o chamado método “anti-chute”. Vale lembrar que a nota do estudante no exame depende do seu desempenho apenas, não há comparação entre os candidatos nesse momento.  

Continue bem informado, acompanhe a seção Carreiras do FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.