Rodrigo Pacheco assume presidência do Senado; entenda impactos para o Brasil

Eleito com 57 votos, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) é o novo presidente do Senado e do Congresso Nacional. O cargo tem duração de dois anos, encerrando em 2023. Sua concorrente direta, Simone Tablet, conquistou 21 votos. Por isso, não houve necessidade de um segundo turno.

publicidade
Rodrigo Pacheco assume presidência do Senado; entenda impactos para o Brasil
Rodrigo Pacheco assume presidência do Senado; entenda impactos para o Brasil (Imagem: Sérgio Lima / Poder 360)

Assim como ocorreu na Câmara dos Deputados, o nome vencedor é aliado ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

Além dele, Pacheco contou com o apoio de outros 10 partidos: PSD, PP, PT, DEM, PDT, PROS, PL, Republicanos, Rede e PSC. Dos 81 parlamentares, apenas três não votaram.

publicidade

Resultado no Senado

  • Rodrigo Pacheco (DEM-MG): 57 votos
  • Simone Tebet (MDB-MS): 21 votos

Pacheco toma o lugar de Davi Alcolumbre (DEM-AP), ex-presidente da Casa que também é seu aliado. Antes mesmo da votação começar, o novo presidente declarou:

“Recebi apoios importantes de senadores e senadoras já manifestados, mais de uma dezena de partidos políticos que vão da direita à esquerda, da oposição e da base do governo. Vamos fazer disto uma grande oportunidade daquilo que apregoei minutos atrás: vamos fazer disto uma oportunidade singular para o Brasil de pacificação das nossas relações políticas e institucionais, porque é isso que a sociedade brasileira espera de nós.”

Quais os planos do novo presidente do Senado?

De acordo com o G1, Pacheco divulgou como suas prioridades:

  • “a busca pela independência do Senado;
  • a análise das reformas tributária e administrativa;
  • e o empenho em medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19, como a assistência financeira a famílias atingidas pelos reflexos do coronavírus na economia.”

Bolsonaro não perdeu a oportunidade de parabenizá-lo através das redes sociais e frisar que a votação aconteceu por meio de cédulas impressas, como o mesmo gostaria que ocorresse no pleito presidencial nacional.

publicidade

“Em cédula de papel, o Senado Federal elegeu o Senador Rodrigo Pacheco (57 votos de 81 possíveis) para presidir a Casa no biênio 2021/22”, publicou Bolsonaro.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.