Como fica o pagamento do auxílio merenda em MG após nova onda de Covid-19?

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Partido Novo), informou que não irá prorrogar o pagamento do auxílio merenda. O benefício é destinado as famílias em extrema pobreza, mesmo com a 2ª onda da doença.

Como fica o pagamento do auxílio merenda em MG após nova onda de Covid-19?
Como fica o pagamento do auxílio merenda em MG após nova onda de Covid-19? (Imagem: Reprodução/Google)

Com a pandemia de Covid-19 muitos municípios repassaram os insumos da merenda escolar para as famílias dos estudantes. Com a continuação da doença no país, e a adoção do ensino à distância os municípios aderiram ao pagamento do auxílio merenda.

O estado de Minas Gerais foi uma das regiões brasileiras que adotaram ao pagamento do auxílio merenda de R$ 39.

Porém, mesmo com a 2ª onda de Covid-19, o governador do estado informou que não há disponibilidade financeira para uma prorrogação.

O auxílio merenda de Minas, chamado de Renda Minas, foi lançado no mês de setembro de 2020, disponibilizando três parcelas de R$ 39 para as famílias que estão em extrema pobreza cadastradas no CadÚnico.

Foram duas parcelas no mês de novembro entre os dias 13 e 30. A última parcela foi paga no mês de dezembro, de 7 a 22. Os pagamentos foram a partir de calendário divulgado pelo estado que considerava o mês de aniversário dos beneficiários.

Dessa maneira, os pagamentos foram até o mês de novembro e serviu como um complemento do auxílio emergencial pago pelo Governo Federal. No lançamento, o governador Zema declarou que seriam três pagamentos, mas que poderiam ser prorrogados.

Segundo o gerente do programa, Elder Gabrich, 4,5% das pessoas cadastradas no CadÚnico não receberam o valor, pois faltava algum documento que impediu a abertura de contas. O governo de Minas Gerais fará mais uma tentativa de pagamento para esse grupo no dia 20 de janeiro.

De acordo com o estado, quase 1 milhão de famílias foram beneficiadas, gerando um custo de R$ 325 milhões para os cofres de Minas Gerais . É importante lembrar que o Renda Minas substituiu o Bolsa Merenda, criado logo no início da pandemia e no valor de R$ 50.

O governador deixou claro que a prorrogação viria em caso de continuação da doença. Como o país inteiro está passando pela 2ª onda da doença, os mineiros esperavam que o governador prorrogasse o pagamento do Renda Minas.

Porém, Gabrich informou que não há previsão de prorrogação, pois não há recursos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA