Governo de Minas Gerais divulga protocolos para volta das aulas presenciais

Desde março deste ano o convívio social não é o mesmo por consequência da pandemia do novo coronavírus. Entre os serviços que foram suspensos temporariamente estão as escolas, que tiveram que adotar o ensino remoto para cumprir o ano letivo. Neste mês de setembro, alguns estados se preparam para voltar às aulas presenciais em um cenário de “novo normal”. Para isso, uma série de protocolos sanitários foram recomendados.

Governo de Minas Gerais divulga protocolos para volta das aulas presenciais
Governo de Minas Gerais divulga protocolos para volta das aulas presenciais (Imagem: Reprodução/Google)

As sugestões foram definidas pelo Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais para conter o avanço da Covid-19 nas instituições de ensino.

Por meio de um texto publicado no Diário Oficial, o órgão afirma que os prejuízos da paralisação foram “incalculáveis” e agravam as “desigualdades socioeconômicas, considerando-se o importante papel da escola no bem-estar físico, na saúde mental, na aprendizagem, na prevenção da violência, da desnutrição e do trabalho infantil”.

Recomendações para retorno das aulas presenciais em MG

  • Readequar o espaço na escola, como sala de aula e secretaria, para o distanciamento necessário;
  • Adequar o número de alunos por sala;
  • Ter revezamento nas entradas, saídas e intervalos;
  • Garantir o uso de máscaras durante as aulas;
  • Os estudantes devem deixar seus materiais na escola;
  • Priorizar ventilação natural dos ambientes;
  • Sinalizar espaços para os alunos manterem distância entre si;
  • Higienizar as dependências da escola a cada troca de turno;
  • Banheiros e cozinha devem ser higienizados, pelo menos, a cada três horas;
  • Incentivar o uso de garrafinhas de água individuais.

Vale ressaltar que a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) não recomenda a utilização de máscaras para crianças com menos de dois anos – mesmo em creches e escolas – por conta dos riscos de sufocamento.

Para crianças entre 2 e 5 anos, a instrução é que sejam sempre supervisionadas por professores e funcionários.

Ainda entre as medidas, está a aferição de temperaturas de todos antes da entrada nas escolas. Comemorações como encerramento do ano letivo e aniversários estão temporariamente suspensos.

As cantinas podem continuar oferecendo lanches e distribuindo merendas desde que atendam normas específicas para este serviço. Contatos físicos, como beijos, abraços e apertos de mão devem ser evitados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.