Mercado Livre anuncia produtos PROIBIDOS de anunciação no site

O Mercado Livre anunciou que irá deixar de anunciar e vender agrotóxicos. A decisão veio com um acordo feito entre a empresa e o Ministério Público do Paraná, após uma investigação mostrar que o produto foi comercializado pela plataforma.

Mercado Livre anuncia produtos PROIBIDOS de anunciação no site
Mercado Livre anuncia produtos PROIBIDOS de anunciação no site (Imagem: Reprodução/Google)

O acordo foi firmado na última segunda-feira (25), após a Operação Webcida, deflagrada em 2018, ter identificado que a plataforma de vendas e compras foi usada para a comercialização de defensivos, o que é proibido por lei.

Dessa maneira, o Mercado Livre tem até dois meses para adotar medidas que iniba a venda e compra de agrotóxicos. Com isso, a empresa terá que tirar o produto de sua plataforma e apagar qualquer tipo de anúncio ou exposição à venda do produto.

Com o acordo, todos os produtos que são caracterizados como agrotóxico, defensivo agrícola, pesticida, produto fitossanitário, inseticida, herbicida, fungicida, veneno, raticida, mata mato, mata tiririca, entre outros, terão que ser removidos em até 60 dias.

Além disso, a plataforma de vendas terá que rever e atualizar a sua política de vendas e os termos e condições gerais de uso do site, para deixar claro que a compra e a venda de agrotóxicos ou de qualquer produto que se enquadre nessa área está proibida.

O Mercado Livre não foi a única empresas de e-commerce que firmou o compromisso com o Ministério Público do Paraná, pois outras três foram procuradas pela MP, após investigações da Operação Webcida.

Mercado Livre

O Mercado Livre é uma empresa argentina de tecnologia que oferece uma plataforma de compras e vendas pela internet, na qual empresas e pessoas podem comercializar e compras produtos dos mais diversos setores.

Atualmente, a plataforma opera em 19 países e é um dos maiores sites de comércio da América Latina. O Mercado Livre está em funcionamento desde março de 1999, quando Marcos Galperin, co-fundador e CEO, deu início as operações.

No mesmo ano, a empresa chegou a mais três países (Brasil, México e Uruguai), sendo que um ano depois a empresa já expandiu para novos quatro países (Colômbia, Venezuela, Chile e Equador). Em 2004 chegou ao Peru e, em 2006, alcançou mais três países (Costa Rica, República Dominicana e Panamá).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA