FGTS: Tire suas dúvidas sobre o saque emergencial em 2021

Como forma de auxiliar a população durante a pandemia de covid-19, o governo federal criou o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 2020. Apesar do enceramento do recurso, o governo poderá autorizar uma nova liberação do saque emergencial em 2021.

FGTS: Tire suas dúvidas sobre o saque emergencial em 2021
FGTS: Tire suas dúvidas sobre o saque emergencial em 2021 (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
publicidade

Para que a economia possa ter mais dinheiro movimentado, o governo estuda aprovar uma nova rodada do saque emergencial do FGTS em 2021, segundo a Folha. Caso as regras se mantenham do programa do ano passado, o valor seguiria o teto do salário mínimo.

Dessa forma, o segurado poderá sacar até R$ 1.100,00. Nessa mesma linha, o saque seria liberado aos trabalhadores em conta ativa, do emprego atual, ou inativa, de empregos anteriores.

Em meio a um cenário de encerramento do auxílio emergencial, milhões de brasileiros estão em situação de mais dificuldade em 2021. Sendo assim, a liberação do saque emergencial poderá atenuar os impactos negativos causados pela pandemia.

Como forma de oferecer recursos à população, sem comprometer a parte discal, o governo poderá adotar outras medidas, além do saque emergencial do FGTS. Outras ações seriam a antecipação dos pagamentos de 13º de aposentados e antecipação do abono salarial.

Saque emergencial FGTS em 2020

Durante o ano passado, o valor repassado do saque emergencial FGTS foi de até R$ 1.045,00 por trabalhador. Foi permitido o saque até dia 31 de dezembro de 2020. Segundo a Caixa, mais de 60 milhões de trabalhadores tiveram acesso a R$ 37,8 bilhões.

O pagamento do recurso foi feito de forma exclusiva pelo crédito em poupança social digital, sendo aberta automaticamente pela Caixa Econômica Federal. Para que os segurados recebessem as quantias, era preciso estar com os dados cadastrais atualizados. A ação poderia ser feita pelo aplicativo FGTS.

A movimentação teve como meio o aplicativo Caixa Tem. Essa foi uma alternativa para que os trabalhadores pudessem ter acesso aos valores sem precisar sair de casa.

Com o crédito dos valores presente na poupança social digital, os trabalhadores podem pagar contas ou boletos, utilizar o cartão de débito virtual e QR Code para fazer compras em diversos estabelecimentos.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.