Como contratar seguro Caixa TEM de R$2 MIL? Veja as regras!

Mirando em uma futura abertura de capital na Bolsa de Valores, a Caixa Econômica está preparando uma grande atualização no aplicativo Caixa Tem. O aplicativo que até o momento era somente para saques, transferências e serviços ligados aos benefícios sociais, passa a oferecer opções de contratação de produtos como microcrédito, microsseguro e títulos de capitalização.

Como contratar seguro Caixa TEM de R$2 MIL? Veja as regras!
Como contratar seguro Caixa TEM de R$2 MIL? Veja as regras! (Imagem: Google)

Em uma estratégia para formar uma base de usuários sólida, o governo planeja pagar todos os benefícios sociais através do Caixa Tem.

As novas funções e os pagamentos dos benefícios sociais através do Caixa Tem entrarão no aplicativo de forma gradual ao longo deste ano. A finalidade é garantir milhões de clientes e que o banco lucre com a venda de produtos, já que a abertura e a movimentação de contas vão permanecer gratuitas.

A monetização e a fidelização são necessárias, pois o banco tem a intenção de realizar uma uma oferta pública de ações do Caixa Tem.

O Seguro Apoio Família foi a primeira novidade colocada no aplicativo no mês de outubro. Este seguro pode ser contratado para pagamentos de funeral.

O valor do seguro é de R$30 por ano e engloba morte por qualquer natureza, inclusive coronavírus.

Em casos de morte acidental, o seguro arca com cesta básica em um período de três meses e mais R$ 2 mil para auxiliar o cônjuge ou o filho mais jovem.

Os usuários que contratarem também participam de sorteios de prêmios mensais de R$ 20 mil.

A Caixa avalia também ofertar seguros de saúde e de propriedade nos próximos meses no aplicativo. Os produtos serão voltados a trabalhadores de baixa renda sem conta em banco, ou que não tenham acesso a esses produtos em outras instituições e seguradoras. Para atrair o público, os preços serão mais baixos.

No mês de março de 2021, uma linha de crédito voltada aos MEIs (Microempreendedores Individuais) e a intenção é oferecer pelo menos R$ 10 bilhões para cerca de 10 milhões de empreendedores.

O valor pode ser maior caso haja demanda. A linha também poderá ser contratada nas agências físicas.

O valor máximo que pode ser emprestado deve ser de R$ 1 mil, de acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. As condições de pagamento e a taxa de juros ainda não foram comunicadas, porém ele garantiu que serão acessíveis às pessoas de baixa renda, foco do microcrédito.

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.