Como contratar seguro Caixa TEM de R$2 MIL? Veja as regras!

Mirando em uma futura abertura de capital na Bolsa de Valores, a Caixa Econômica está preparando uma grande atualização no aplicativo Caixa Tem. O aplicativo que até o momento era somente para saques, transferências e serviços ligados aos benefícios sociais, passa a oferecer opções de contratação de produtos como microcrédito, microsseguro e títulos de capitalização.

Como contratar seguro Caixa TEM de R$2 MIL? Veja as regras!
Como contratar seguro Caixa TEM de R$2 MIL? Veja as regras! (Imagem: Google)

Em uma estratégia para formar uma base de usuários sólida, o governo planeja pagar todos os benefícios sociais através do Caixa Tem.

As novas funções e os pagamentos dos benefícios sociais através do Caixa Tem entrarão no aplicativo de forma gradual ao longo deste ano. A finalidade é garantir milhões de clientes e que o banco lucre com a venda de produtos, já que a abertura e a movimentação de contas vão permanecer gratuitas.

A monetização e a fidelização são necessárias, pois o banco tem a intenção de realizar uma uma oferta pública de ações do Caixa Tem.

O Seguro Apoio Família foi a primeira novidade colocada no aplicativo no mês de outubro. Este seguro pode ser contratado para pagamentos de funeral.

O valor do seguro é de R$30 por ano e engloba morte por qualquer natureza, inclusive coronavírus.

Em casos de morte acidental, o seguro arca com cesta básica em um período de três meses e mais R$ 2 mil para auxiliar o cônjuge ou o filho mais jovem.

Os usuários que contratarem também participam de sorteios de prêmios mensais de R$ 20 mil.

A Caixa avalia também ofertar seguros de saúde e de propriedade nos próximos meses no aplicativo. Os produtos serão voltados a trabalhadores de baixa renda sem conta em banco, ou que não tenham acesso a esses produtos em outras instituições e seguradoras. Para atrair o público, os preços serão mais baixos.

No mês de março de 2021, uma linha de crédito voltada aos MEIs (Microempreendedores Individuais) e a intenção é oferecer pelo menos R$ 10 bilhões para cerca de 10 milhões de empreendedores.

O valor pode ser maior caso haja demanda. A linha também poderá ser contratada nas agências físicas.

O valor máximo que pode ser emprestado deve ser de R$ 1 mil, de acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. As condições de pagamento e a taxa de juros ainda não foram comunicadas, porém ele garantiu que serão acessíveis às pessoas de baixa renda, foco do microcrédito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.