Saque do Bolsa Família mudou! Receba em mais tempo seguindo ESTAS regras

Pontos-chave
  • O Governo Federal ampliou o prazo de saque do Bolsa Família de 90 dias para 270;
  • A medida visa ampliar o prazo devido à pandemia de Covid-19 e as restrições sociais;
  • A ampliação do prazo é contata a partir da data de disponibilização do pagamento.

O Governo Federal ampliou o prazo de saque do Bolsa Família de 90 dias para 270. Com isso, os beneficiários terão mais tempo para sacar o valor. A medida visa ampliar o prazo devido à pandemia de Covid-19, e as restrições sociais.

Saque do Bolsa Família mudou! Receba em mais tempo seguindo ESTAS regras
Saque do Bolsa Família mudou! Receba em mais tempo seguindo ESTAS regras (Imagem: Reprodução/Google)

Com a ampliação do saque Bolsa Família os beneficiários terão agora até 270 dias para retirar o valor da conta. Dessa maneira, são mais 180 dias para fazer o saque do programa social de transferência de renda.

A decisão foi publicada no dia 30 de dezembro de 2020 no diário Oficial da União e, portanto, começou a valer a partir desta data. Além disso, o texto prevê a ampliação da data de saque para os municípios que declararem situação de emergência.

Por esse motivo, os municípios que estão enfrentando a segunda onda da Covid-19 ou que passaram por alguma desgraça pública, grande infortúnio ou catástrofe natural podem acionar o estado de calamidade pública e usufruir da ampliação do prazo de saque do programa.

Saque do Bolsa Família mudou! Receba em mais tempo seguindo ESTAS regras
Saque do Bolsa Família mudou! Receba em mais tempo seguindo ESTAS regras (Imagem: Reprodução/Google)

A ideia do governo é evitar aglomerações nas datas indicadas para os saques dos programas sociais, como Bolsa Família e Auxílio Emergencial. Além disso, o intuito é já deixar um valor que pode ser acionado em uma eventual necessidade.

A ampliação do prazo é contada a partir da data de disponibilização do pagamento. Com isso, os beneficiários terão até nove meses após a data divulgada pelo calendário de pagamento para efetuar o saque sem perder o seu dinheiro.

Segundo o Ministério da Cidadania, atualmente, o programa de assistência social contempla mais de 14 milhões de famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema.

A média paga a cada família é de R$ 192, porém, o valor varia tendo famílias que recebem mais de R$ 300.

Bolsa Família

O programa existe desde 2003 quando o então Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), instituiu. A proposta foi unificar três programas que já eram pagos e que foram criados durante a gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Dessa maneira, o Bolsa Família é a unificação dos programas: Auxílio Gás, Bolsa Escola e Bolsa Alimentação. Com isso, o governo de Lula conseguiu reduzir custos, ampliar o valor pago e criar uma marca para o seu governo.

O programa contempla as famílias que estão em situação de extrema pobreza, ou seja, que possuem uma renda familiar mensal per capita de R$ 89. Além disso, paga o benefício as famílias em situação de pobreza que têm uma renda per capita entre R$ 89,01 e R$ 178.

Porém, neste último caso, só são contempladas as famílias que possuem algum integrante que esteja gestante ou que tenham crianças e adolescentes entre 0 e 17 anos. Para receber a ajuda financeira as famílias precisam estar inscritos no CadÚnico.

A inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é realizada pelos agentes do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) dos municípios. Esses agentes podem ir até a casa da família identificada ou o representante familiar pode ir até o Centro e solicitar a inscrição.

No último caso, é importante que o representante familiar tenha, no mínimo, 16 anos e resida no mesmo domicílio que a família. É preferível que o representante seja mulher e que possua CPF ou Título de Eleitor.

Calendário de saque do Bolsa Família

O pagamento do Bolsa Família sempre ocorre na terceira e quarta semana do mês, porém, em dezembro o governo antecipa, com o intuito de efetuar todos os proventos antes das festividade de fim de ano, Natal e  Réveillon.

A divulgação do calendário de 2021 aconteceu na última segunda-feira (04) e, assim como os demais anos, segue a sequência do final do Número de Identificação Social (NIS). Portanto, começa com o número 1 e finaliza com o 0, sendo um grupo por dia.

Os pagamentos só ocorrem de segunda à sexta, portanto, nos fins de semana nenhum grupo recebe o Bolsa Família. Veja abaixo o calendário completo de 2021 do programa de assistência social do Governo Federal:

NIS JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ
1 18 11 18 16 18 17 19 18 17 18 17 10
2 19 12 19 19 19 18 20 19 20 19 18 13
3 20 17 22 20 20 21 21 20 21 20 19 14
4 21 18 23 22 21 22 22 23 22 21 22 15
5 22 19 24 23 24 23 23 24 23 22 23 16
6 25 22 25 26 25 24 26 25 24 25 24 17
7 26 23 26 27 26 25 27 26 27 26 25 20
8 27 24 29 28 29 28 28 27 28 27 26 21
9 28 25 30 29 30 29 29 30 29 28 29 22
0 29 26 31 30 31 30 30 31 30 29 30 23

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.