Inscritos no Bolsa Família têm até ESTE prazo para evitar cancelamento do salário

Segurados do Bolsa Família correm o risco de ter o benefício cancelado. Nessa semana, o governo federal informou que está realizando uma nova operação pente fino dentro do projeto. Diante do número de denúncias de doações em época eleitoral, o ministério da cidadania está fiscalizando o histórico de renda dos cadastrados.

Inscritos no Bolsa Família têm até ESTE prazo para evitar cancelamento do salário (Imagem: Google)
Inscritos no Bolsa Família têm até ESTE prazo para evitar cancelamento do salário (Imagem: Google)

O ano começou com fiscalização e cortes por parte da administração pública. O Bolsa Família vem sendo monitorando de modo que resulte no cancelamento da inscrição de milhares de beneficiários. Segundo o governo, a ação é necessária, pois indica fraudes no projeto.

Todos aqueles que tiveram ligações políticas durante as eleições de 2020 correm o risco de ter o benefício suspenso. As determinações do ministério da cidadania deixam claro que qualquer sinal de doação para político, recebimento financeiro ou vinculo de trabalho eleitoral deve resultar na exclusão do cidadão.

Prazo para revisão dos dados pelo Bolsa Família

Com a finalidade de disponibilizar um tempo para que os cadastrados atualizem seus dados, o governo informou que eles terão até o dia 15 de janeiro para provar estar em situação legal. Aqueles que já tiveram os benefícios bloqueados têm até este dia para solicitar uma revisão e destrave.

Caso o cidadão não se manifeste o benefício deverá ser cancelado definitivamente. A renda familiar superior ao valor de dois salários mínimos em dezembro (R$ 2.090) ficará suspensa do programa. O mesmo ocorrerá para quem teve um aumento entre R$ 522,50 a R$ 2.090, também em dezembro, que deverá recorrer para atualizar os cadastros até o dia 14 de maio.

Monitoramento dos dados

Para regularizar a situação e atualizar o registro os segurados devem buscar as plataformas do governo. O primeiro passo é acessar o cadastro único e conferir de todos os informes estão corretos.

Há ainda uma vistoria por parte do ministério público, tribunal superior eleitoral e demais órgãos para identificar os contemplados indevidamente.

Uma vez cancelado, o benefício não pode ser novamente solicitado pelo mesmo titular. A suspensão significa exclusão total do programa até que haja uma nova edição em suas normas que autorize uma segunda inscrição.

O cidadão deve ainda atender a todos os critérios de renda e demais questões sociais para tentar se enquadrar novamente no programa.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA