Conta de luz ficará MAIS cara a partir de HOJE (1); confira valor definido pela Aneel

Prepare o bolso! A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou uma cobrança extra na conta de luz a partir de hoje, 01. Em uma reunião realizada ontem, a empresa decidiu cobrar a bandeira vermelha 2, a que representa o valor mais elevado do sistema de bandeiras da agência.

Conta de luz ficará MAIS cara a partir de HOJE (1); confira valor definido pela Aneel
Conta de luz ficará MAIS cara a partir de HOJE (1); confira valor definido pela Aneel (Imagem: Google)

Com a bandeira vermelha 2, a cobrança extra vai ser de R$6,24 a cada 100 quilowatts-hora(kWh) gastos. Em um anúncio feito no dia 26 de maio, a agência tinha garantido que não deram aplicadas cobranças extras até o final do ano em decorrência da pandemia do coronavírus.

Porém, na reunião realizada ontem (30), a decisão foi revogada e a bandeira vermelha patamar 2 foi aplicada.

Bandeira vermelha 2

Efrain Pereira da Cruz, relator da proposta, disse que o despacho do mês de maio caiu pois o Brasil voltou a consumir no mesmo patamar de antes da pandemia. Pesou também o fato de que o aumento do consumo contrasta com o baixo nível dos reservatórios influenciando também para essa mudança de bandeira.

“Essa condição de oferta adversa, somada à tendência de recuperação de carga da energia aos patamares pré-crise, são indícios concretos de que o mecanismo das bandeiras já merece ser restabelecido e a curto prazo”, disse Efrain.

Térmicas foram liberadas

No mês de outubro o CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico) autorizou que as termelétricas fossem utilizadas para que o fornecimento de energia fosse garantido no país. Isto acontece quando as usinas hidrelétricas estão com seus reservatórios com capacidade abaixo do recomendado.

Porém, essa energia tem o custo mais elevado para o consumidor, mas André Pepitone, diretor-geral da Aneel diz que o jeito é economizar.

“É importante dar um sinal ao consumidor de que a geração no país está cara pelo fato de estar sendo atendida por termelétricas, então é importante para o consumidor evitar desperdício de água e de energia”, disse o diretor.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.