Nubank: Empreendedores poderão cobrar seus clientes através do PIX; veja detalhes as novidade

O Nubank iniciou esta semana a liberação de cobrança por QRCode integrada. Com isso, a fintech acredita que irá mudar a experiência de donos de pequenos negócios, empreendedores individuais e autônomos que sejam sócios únicos no processo de cobrança de clientes. Com a nova função, eles poderão cobrar seus clientes de maneira simples, segura, instantânea e gratuita utilizando o PIX

Entenda tudo sobre como resgatar dinheiro aplicado na conta Nubank
Com a ferramenta, os empreendedores poderão cobrar seus clientes de maneira instantânea e gratuita por meio do PIX (Imagem: Divulgação/Nubank)
publicidade

Compartilhando ou exibindo o código para os clientes, será possível realizar a cobrança de valores através do novo sistema de pagamentos do Banco Central (BC).

O Nubank destacou ainda a gratuidade para todos os seus clientes pessoas jurídica, tanto para pagamentos quanto recebimentos utilizando o PIX.

Para fazer uma cobrança utilizando o PIX dentro da conta PJ, basta abrir o app, clicar sobre o botão “Cobrar”, digitar o valor a ser cobrado e selecionar a forma de pagamento “transferência via PIX”.

Depois, basta apresentar o código QR para o cliente ou compartilhar a cobrança por outros meios, como mensagem ou e-mail.

A conta do Nubank conta com funcionalidades similares às oferecidas pela conta digital para pessoa física e incluem transferências ilimitadas, pagamentos de boletos e cartão de débito, além de emissão de boletos de cobrança e extrato.

A conta PJ pode ser adquirida por donos de pequenos negócios, empreendedores individuais, microempreendedores individuais e autônomos que sejam sócios únicos (MEI, EI e EIRELI) e já possuam a conta pessoal do Nubank.

Crescimento do Nubank prejudica bancos tradicionais

O Nubank é hoje, uma das maiores instituições financeiras. Somente no primeiro trimestre deste ano, a fintech aumentou em 6,3 milhões de clientes.

No total, possui 26 milhões. O principal banco de mercado de crédito no país, o Itaú, tende a ser o mais atingido pela expansão da fintech, conforme relatado pelo UBS.

Clique aqui e saiba mais sobre esse comparativo e a expansão do Nubank.

AvatarGuilherme Moreira
Guilherme Moreira é formado em Criação e Produção Audiovisual pelo CBM (Centro Universitário Barão de Mauá). Atuou como roteirista, produtor e editor do SBT interior e na redação de blogs e sites informativos. Atualmente, trabalha como social media e redator do portal FDR. |  Instagram @guimemoreira