Cálculo do seguro desemprego mostra QUANTO o trabalhador pode receber em cada parcela

Anualmente o número de trabalhadores com acesso ao seguro desemprego aumenta. É de praxe também uma alteração anual na tabela do benefício, que varia de acordo com a faixa de salário médio do empregado. Esse tipo de seguro ampara o profissional por até cinco meses após a demissão sem justa causa.

Cálculo do seguro desemprego mostra QUANTO o trabalhador pode receber em cada parcela
Cálculo do seguro desemprego mostra QUANTO o trabalhador pode receber em cada parcela (Imagem: Reprodução / Google)
publicidade

O auxílio pode ser solicitado de 7 a 120 dias após a demissão. A medida que o salário mínimo aumenta, o Ministério da Economia divulga uma nova tabela do seguro desemprego.

A tabela leva em conta um percentual sobre a média dos salários no último trimestre, da seguinte forma:

Faixa de salário médioForma de cálculo
Até R$ 1.599,61Multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%)
De R$ 1.599,62 até R$ 2.666,29A média salarial que exceder a R$ 1.599,61 multiplica-se por 0,5 (50%) e soma-se a R$ 1.279,69
Acima de R$ 2.666,29O valor da parcela será de R$ 1.813,03 invariavelmente

Quem tem direito ao seguro desemprego?

  • Trabalhador demitido sem justa causa ou por rescisão indireta;
  • Tempo mínimo de carteira assinada de 12 meses;
  • Não ser sócio ou ter participação nos lucros terceiros da empresa;
  • Qualquer pessoa que tenha sido resgatada da condição semelhante à de escravo;
  • Trabalhadores rurais precisam ter 15 meses trabalhados com carteira assinada nos últimos dois anos.

Vale destacar que a quantidade de parcelas que o segurado tem direito vai de acordo com a quantidade de meses trabalho e quantidade de solicitações já requeridas, de acordo com o seguinte cronograma:

  • 1° solicitação – 12 meses trabalhados – quatro parcelas de seguro;
  • 1° solicitação – 24 meses trabalhados – cinco parcelas de seguro;
  • 2° solicitação – nove meses trabalhados – três parcelas de seguro;
  • 2° solicitação – 12 meses trabalhados – quatro parcelas de seguro;
  • 2° solicitação – 24 meses trabalhados – cinco parcelas de seguro;
  • 3° solicitação – seis meses trabalhados – três parcelas de seguro;
  • 3° solicitação – 11 meses trabalhados – quatro parcelas de seguro;
  • 3° solicitação – 12 meses trabalhados – cinco parcelas de seguro.

Aplicativo Caixa Trabalhador ajuda segurados

Como diversos benefícios sociais, o seguro desemprego é de responsabilidade da Caixa Econômica Federal.

A mesma criou o aplicativo Caixa Trabalhador, disponível gratuitamente nos sistemas operacionais Android e iOs, que permite que o segurado tenha acesso a diversas informações referentes ao benefício, como valor, quantidade e data de depósito das parcelas para se programar.

AvatarIsabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.