Aulas remotas podem ser permanentes no DF com projeto de educação em casa

Foi aprovado, em primeiro turno, a regularização da educação em casa. Projeto ainda precisa passar por uma segunda rodada de votos. Saiba mais sobre essa proposta e as implicações que essa prática pode trazer para a educação.

Aulas remotas podem ser permanentes no DF com projeto de educação em casa
Aulas remotas podem ser permanentes no DF com projeto de educação em casa. Imagem/Reprodução Google
publicidade

O ensino doméstico, educação em casa ou homeschooling é uma prática muito usual em diversos país. Ela já vinha sendo debatida no Brasil nos últimos meses.

Mas com a pandemia e a impossibilidade de se ter aulas presenciais, o debate se ampliou ainda mais.

Na última terça-feira, 17, uma sessão na Câmara dos Deputados do Distrito Federal a proposta alcançou 11 votos favoráveis a regulamentação dessa prática e 5 contra. A proposta ainda precisa seguir para uma segunda rodada de votação.

O que diz o projeto de educação em casa do DF?

Primeiramente, é necessário entender que para que uma família possa realizar o ensino doméstico ela terá que:

  • Se registrar na Secretaria de Educação, em alguma instituição que ofereça apoio ao homeschooling. Ou em instituição privada que tenha autorização para essa prática.

O registro é necessário porque o estudante precisará ser avaliado. Já que os projetos preveem que os estudantes tenham direito a certificação de conclusão dos estudos, assim como teriam no ensino regular.

Quando essa for a opção dos pais ou responsáveis, eles deverão demonstrar que possuem as capacidades necessárias para possibilitar o aprendizado dos estudantes.

Ou contratar pessoas que façam esse trabalho domiciliar. Os estudantes que estiverem inseridos nessa modalidade de ensino, de acordo com o texto do projeto, terão os mesmos direitos que os demais. Como passe livre, descontos de meia entrada, entre outros.

E também precisam ter assegurado o momento de lazer e de convívio que teriam se estivessem no ambiente de uma escola.

Avaliação na educação em casa

O projeto também prevê que os estudantes sejam avaliados no mesmo nível dos alunos do ensino regular.

A forma como essa avaliação será feita e os períodos em que ela deve acontecer precisam ser definida pelo Governo do Distrito Federal.

Fique de olho em nossa editoria de Carreiras no FDR .

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.