Demissões no Bradesco após banco registrar lucro de R$12 bilhões são fortemente criticadas na internet

Nesta terça-feira (17), o banco Bradesco recebeu uma avalanche de críticas através de mensagens pela rede social Twitter com as hashtags #QueVergonhaBradesco e #QuemLucraNãoDemite. As reclamações feitas foram por causa de que, mesmo com lucro de mais de R$12 bilhões até o momento este ano, o banco realizou a demissão de funcionários em meio a pandemia do Covid-19.

Demissões do Bradesco após registrar lucro de R$12 bilhões são fortemente criticadas na internet
Demissões do Bradesco após registrar lucro de R$12 bilhões são fortemente criticadas na internet (Foto: Google)
publicidade

De acordo com a informação que foi divulgada por bancários na rede social e também pela Comissão de Organização dos Empregados (COE), foram demitidos mais de 1.800 funcionários em 2020.

Além das demissões terem ocorrido durante a pandemia do novo coronavírus , as críticas são voltadas principalmente pelo lucro líquido contábil reportado pela instituição de R$6,888 no primeiro semestre e R$4,194 bilhões no terceiro trimestre deste ano, totalizando R$12,657 bilhões até o momento

As hashtags mais populares que foram utilizadas durante o tuitaço na rede social foram ” #QueVergonhaBradesco ” e ” #QuemLucraNãoDemite “.

Algumas contas de sindicatos de bancários publicaram críticas à ação do banco. Como por exemplo o perfil “ Bancários de São Paulo, Osasco e Região ”, que atende pelo nome “@spbancarios”.

A assessoria de imprensa do Bradesco ainda não tomou uma posição sobre o assunto.

Mais informações sobre o Bradesco

Fundada por Amador Guiar em 1943, a instituição é uma das principais empresas nos grupos financeiros do Brasil. O Bradesco nasceu com o objetivo de ser um banco democrático, com base no desenvolvimento econômico e social do país. 

Atualmente, a instituição possui mais de 73 mil pontos de atendimento, além de 12 agências e subsidiárias no exterior.

O banco também se responsabiliza por 25,8 milhões de contas-correntes, 63,4 milhões de contas-poupança e 53,4 milhões de clientes do grupo de seguros.

Segmentos de operação do Bradesco: bancário, investimentos, gestão de recursos, seguros, previdência, capitalização e consórcio.

Segundo o grupo, o objetivo da instituição é “contribuir para a realização das pessoas e para o desenvolvimento sustentável, mediante a oferta de soluções, produtos e serviços financeiros e de seguros, amplamente diversificados e acessíveis”. 

Sua visão é “ser a opção preferencial do cliente, tanto no mundo físico quanto no digital, diferenciando-se por uma atuação eficiente e para todos os segmentos de mercado”.

Giovanna FreitasGiovanna Freitas
Giovanna Freitas é graduanda na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), atualmente é redatora do portal FDR produzindo pautas sobre finanças.