PIX poderá ser usado para o pagamento de multas, contribuições e outros serviços públicos

Nesta segunda-feira (16), o sistema de pagamentos o Pix, teve início. Com isso, a plataforma de pagamento digital do Tesouro Nacional, o PagTesouro, passará a disponibilizar o Pix como forma de efetuar pagamentos de taxas, contribuições e outros serviços públicos.

Por meio do PagTesouro, o sistema Pix poderá ser usado para o pagamento de multas, contribuições e outros serviços públicos
Por meio do PagTesouro, o Pix poderá ser usado para alguns tipos pagamentos (Imagem: Yura Fresh/Unsplash)
publicidade

Inicialmente, os órgãos que estão preparados para disponibilizar a nova modalidade de pagamentos são o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SPA/MAPA).

Além destes, outros estão em fase de desenvolvimento para integrar o PagTesouro. O Tesouro Nacional espera que os outros serviços sejam disponibilizados para recolhimento na plataforma até o fim deste ano.

Outro ponto destacado foi que estão sendo feitos os ajustes finais para a divulgação de edital para o credenciamento de empresas Prestadoras de Serviços de Pagamentos (PSP’s) que ofertarão a modalidade de pagamento cartão de crédito na plataforma.

O PagTesouro

O PagTesouro é uma plataforma digital que possibilita a realização de pagamento às entidades da Administração Pública Federal. Ele foi desenvolvido em parceira com a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia e o Serpro.

Entre os serviços possíveis, estão o de importação de produtos, certificação, registro de patentes, emissão de passaporte, além das multas eleitorais, de trânsito, ambientais e inscrições de cursos e concursos.

O Tesouro Nacional indicou que, por meio do montante de boletos de GRU recolhidos anualmente, será possível estimar o alcance da solução.

No ano passado, cerca de 37 milhões de GRU foram pagas em favor de 258 entidades públicas. Isso representou ingressos de recursos na Conta Única do Tesouro Nacional da ordem de R$ 120 bilhões.

“É um avanço bastante significativo para a vida das pessoas. Um processo em construção que tende a ser ampliado. É muito importante avançar no contexto tecnológico e desburocratizar a economia”, afirma o secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.