Títulos públicos negociados via Tesouro Direto retrocedem na manhã de hoje (12); confira

No início desta quinta-feira (12), as taxas pagas pelos títulos públicos, por meio do Tesouro Direto, indicaram queda. A grande preocupação global segue sendo as consequências da covid-19. O aumento do caso em alguns países internacionais segue preocupando os investidores.

Títulos públicos negociados via Tesouro Direto recuam no início desta quinta-feira
Títulos públicos negociados via Tesouro Direto recuam no início desta quinta-feira (Imagem: Lukas/Pexels)

O Tesouro Prefixado com vencimento em 2023 apresentou rentabilidade de 5,06% na manhã de hoje. No dia anterior, o prêmio a ser pago era de 5,15%. Para o título prefixado para 2026, houve queda de 7,36% por ontem, para 7,31% por hoje.

O Tesouro Prefixado com juros semestrais para 2031 teve leve recuo. Por ontem, o pagamento era de 7,70%, enquanto hoje esteve em 7,68%. O investimento mínimo atual foi de R$ 35,80 e preço unitário de R$ 1.193,39.

Para o Tesouro Selic com vencimento em 2025, por sua vez, o prêmio anual pago teve aumento. A rentabilidade anual de hoje em Selic + 0,2053, com investimento mínimo de R$ 106,39 e preço unitário de R$ 10.639,41. A rentabilidade anual de ontem esteve em Selic+0,1935%.

Queda no Tesouro IPCA

Todos os papéis indexados à inflação registraram diminuição na rentabilidade anual. O Tesouro IPCA+2026 teve recuo na taxa de IPCA + 2,90% para IPCA + 2,88%. O investimento mínimo atual é de 57,19, com preço unitário de R$ 2.859,78.

Para o vencimento em 2035 e 2045, o Tesouro IPCA variou de IPCA+ 4,07% para IPCA + 4,04%. Já com relação ao com juros semestrais com vencimento em 2030, a diminuição foi de IPCA + 3,39% para IPCA + 3,37%. O valor atual de investimento mínimo está em R$ 41,34, com preço unitário de 4.134,17,

Por fim, o Tesouro IPCA com juros semestrais para 2040 recuou de IPCA+ 4,05% para IPCA + 4,01. Neste caso, o valor indicado por hoje de investimento mínimo foi de R$ 43,10, sendo que o preço unitário esteve em R$ 4.310,58.

Covid-19 no mundo

Os Estados Unidos seguem com alta nos casos de infectados. Como forma de atenuar as consequências negativas, grandes cidades como São Francisco e Nova York adotaram medidas econômicas mais restritivas. Pela Europa, alguns países como Alemanha e Reino Unido inseriram novamente o lockdown.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.