Dólar abre a semana em alta de 0,54% influenciado por acontecimentos nos EUA; confira detalhes

O dólar abre a semana em alta com o avanço de casos da covid-19 no hemisfério norte e as negociações sobre o pacote de estímulos dos EUA no radar econômico. Por volta das 9h40 desta segunda-feira (26), a moeda norte-americana operava em alta de 0,54% sendo negociada a R$ 5,648.

Dólar abre a semana em alta de 0,54% influenciado pelos avanços de casos do novo coronavírus e da negociação do pacote de estímulos nos EUA
Dólar abre a semana em alta de 0,54% influenciado pelos avanços de casos do novo coronavírus e da negociação do pacote de estímulos nos EUA (Imagem: Reprodução/Google)

Cenário internacional

No cenário externo, segue a preocupação com uma nova onda de contágio do covid-19 no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou neste último domingo (25) um novo recorde mundial de casos pelo terceiro dia consecutivo. Segundo a OMS, no sábado (24) foram 465.319 casos confirmados, ante 449.720 de sexta (23) e 437.247 da quinta-feira (22).

O mercado acompanha as medidas restritivas dos países europeus para conter a disseminação do novo coronavírus. O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, anunciou que cinemas, teatros, academias e piscinas deverão ser fechadas, enquanto que os bares e restaurantes terão que deixar de servir às 18h.

Já o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, anunciou um segundo estado de emergência válido para os próximos seis meses e entre as medidas destaca-se o confinamento noturno em todo o país, das 23h às 6h.

Um novo toque de recolher também vem sendo utilizado na França desde o último sábado (17) e agora bares e restaurantes de Londres devem encerrar as atividade às 22h e estão proibidas qualquer tipo de reuniões com mais de 6 pessoas.

Os Estados Unidos também estão atentos ao avanço do covid-19. A principal economia do mundo registrou dois dias com maiores casos de novos infectados, desde o início da pandemia, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Além do avanço do coronavírus, os investidores seguem de olho no impasse em relação às negociações sobre o pacote de estímulos trilionário dos EUA.

A presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, afirmou neste domingo (25), que a administração do presidente Donald Trump está revisando a proposta mais recente e que está otimista a respeito de um acordo nesta segunda-feira. “Queremos isso, quanto antes melhor”.

Cenário local

Os investidores locais permanecem atentos às incertezas sobre a sustentabilidade das contas públicas e o andamento da agenda de reformas em meio à pandemia. A reunião de decisão de juros do Copom, que tem expectativa de manutenção da taxa Selic na mínima histórica de 2%, também está no radar.

Última cotação do dólar

Na última sessão ocorrida sexta-feira (23), o dólar encerrou em alta de 0,59% frente ao real, sendo negociado a R$ 5,627.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA