Após período de incertezas, já é o momento de voltar a investir nos fundos imobiliários?

Os prejuízos causados pela pandemia atingiram em cheio os fundos imobiliários (FIIS) que investem principalmente em shoppings. Antes lucrativo, com o fechamento das atividades, os investidores viram seus rendimentos desabarem. Porém, nos últimos dois meses, com a retomada gradual das atividades, houve uma recuperação no segmento. Seria então o momento certo de voltar a investir?

Após período de incertezas, já é o momento de voltar a investir nos fundos imobiliários?
Após período de incertezas, já é o momento de voltar a investir nos fundos imobiliários? (Imagem: Reprodução/Google)

Um levantamento feito pela Exame Research mostra o quanto os cinco maiores fundos imobiliários que investem em ações de shoppings, listados na bolsa de valores oficial do Brasil, a B3, distribuíram em rendimentos.

A Hedge (HGBS11) que investe em 11 shoppings em diferentes regiões do Brasil, distribuía R$ 1,40 por cota antes da pandemia, em março. O valor foi baixando até chegar a R$ 0,25 e, em outubro, apresentou uma alta, para R$ 0,30.

O fundo imobiliário HSI Mall (HSML11) possui cinco ativos na carteira, localizados em São Paulo, Maceió e Rio Branco e distribuía em março R$ 0,60 por cota. No mês de agosto, os valores chegaram a atingir R$ 0,18 e, voltou a crescer em outubro, atingindo R$ 0,40.

Já o XP Malls, que investe em shoppings de alto padrão na cidade de São Paulo e distribuía R$ 0,50 por ação antes da crise, chegou a zerar a distribuição de rendimentos em agosto. Porém, em setembro e outubro conseguiu retomar aos poucos, chegando ao valor de R$ 0,26 por ação.

Por outro lado, há investidores otimistas com a retomada das atividades econômicas como, por exemplo, o Vinci SC (VISC11) que adquiriu 17% do Ribeirão Shopping, no interior de São Paulo. Pouco antes, durante a crise, havia comprado 100% de participação em outro empreendimento no Espírito Santo.

“As vendas dos shoppings que temos em Belém, no Pará, estão próximas dos níveis alcançados antes da crise. Acreditamos que tenha sido efeito do auxílio emergencial”, declarou Leandro Bousquet, head de real state da Vinci.

Afinal, seria o momento certo de voltar a investir?

O professor da Exame Academy, Arthur Vieira, acredita que, mesmo com a retomada, os rendimentos distribuídos pelos fundos imobiliários ainda estão abaixo dos índices alcançados antes da crise. Segundo ele, a aplicação no segmento de shoppings só deve ser feita se o investidor realmente acredita que os empreendimentos tenham um bom rendimento futuro.

“O investidor precisa acreditar que a retomada das vendas nos empreendimentos será rápida. Quanto mais as lojas venderem, mais se pagará de aluguel e os rendimentos dos fundos tendem a acompanhar.”

Vieira não recomenda a aplicação nesse momento em fundos imobiliários, para aquele perfil de investidor que deseja ter uma carteira com foco em geração de renda, como os aposentados e investidores mais conservadores.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.