Vendas pela internet continuam crescendo e podem representar 11% de participação no mercado

Segundo o relatório divulgado pelo Goldman Sachs, as vendas pela internet ocupam 11% do varejo total no Brasil. Em uma nova projeção, foi indicado que o país terá um crescimento no e-commerce de 53%. A previsão anterior era de 43%. A divulgação dos dados aconteceu nesta quarta-feira (21).

Vendas pelo e-commerce seguem em alta e podem representar 11% de participação no mercado pelo país
Vendas pelo e-commerce seguem em alta e podem representar 11% de participação no mercado pelo país (Imagem: Priscilla Du Preez/Unsplash)

Sobre o terceiro trimestre de 2020, o texto aponta que poderá haver uma desaceleração para o comércio eletrônico. Os motivos seriam por conta da retomada do funcionamento das lojas físicas e restrições sobre a mobilidade.

Os aplicativos de varejo

A previsão para o aumento no número de downloads de aplicativos de varejistas está em 84%. Em quatro semanas a alta indicada foi de 64%. “Essa aceleração pode sugerir um desvio da consistente tendência de desaceleração observada nos meses de julho a setembro”, segundo os analistas.

O aplicativo mais baixado no último ano, da C&A Brasil, teve resultado positivo, porém, menor que na semana anterior. A diferença passou de 512% para 412%. O serviço das Americanas teve resultado crescente nas duas últimas semanas.

Conforme indicado pelo relatório, os aplicativos de moda apresentam volatilidade. Do dia 28 a 11 de outubro, houve alta de 111%. Entre os destaques está o serviço do Boticário. A Natura teve o resultado estável, enquanto a Raia Drogasil teve recuo no download, após número recorde em agosto

Destaque para o Prime Day da Amazon

Outro serviço que teve o destaque foi o da Amazon. Nos dias 13 e 14 de outubro, a empresa realizou o Prime Day. Nesta data foram oferecidas milhares de ofertas para os assinantes.

A Amazon confirmou que as vendas do e-commerce tiveram mais vendas que na Black Friday do ano passado. Os produtos mais vendidos da própria empresa foram os auto-falantes da Alexa e uma versão do Kindle.

Na seção de papelaria e eletrônicos, os mais vendidos foram caneta marca texto, câmera de segurança, smart TV 24” e smartphone. Na parte de entretenimento, tapete de yoga, quebra-cabeça e jogos de videogame foram os mais adquiridos. Os números mais detalhados não foram divulgados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.