Black Friday: Veja dicas de especialistas para se proteger ao comprar pela internet

No final do ano, as compras através da internet registram um aumento considerável, principalmente na Black Friday. Por mais que as compras online ofereçam facilidades durante o processo, é necessário tomar precauções para evitar cair em golpes. 

publicidade
Black Friday: Veja dicas de especialistas para se proteger ao comprar pela internet
Black Friday: Veja dicas de especialistas para se proteger ao comprar pela internet (Foto: Google)
publicidade

Diversas vezes, as vítimas são atraídas por ofertas que aparentam ser imperdíveis, caindo numa prática chamada phising, que representa o total de 90% dos golpes na internet. 

Em golpes como esse, os dados pessoais e financeiros das pessoas são roubados, principalmente por falsos e-mails e páginas da internet que simulam sites de compras.

Oscar Zuccarelli, gerente de Segurança da Certisign, deu algumas dicas de como comprar na internet com segurança. Confira a seguir.

Atenção a aparência das páginas

Deve-se observar com atenção a aparência do site antes de colocar qualquer informação pessoal.

“Em muitos casos, os criminosos virtuais criam páginas idênticas aos e-commerces ‘originais’. Por isso, é muito importante que o consumidor preste atenção aos pequenos detalhes da página, como erros ortográficos, a identidade visual do site e a própria URL. Uma letra trocada ou uma fonte ligeiramente diferente podem ser indícios de fraude”, disse Zuccarelli.

Atenção aos dispositivos de segurança do site

Outra medida de atenção que deve ser tomada pelo consumidor é em relação aos dispositivos de segurança do próprio site. Assim, deve-se verificar a presença do certificado Digital SSL (Secure Socket Layer), que criptografa (comunicação segura) dos dados trafegados no site.

O indicativo desse certificado é a letra “S” após a sigla HTTP na barra de endereços, além de um cadeado fechado no canto esquerdo do navegador. 

“Primeiro, é preciso olhar para a barra do navegador e ver se aquele link é de fato daquela empresa que você está procurando.  Depois, olhar se tem o cadeado com o certificado digital. Se você está acessando um site onde você não tem um cadeado, que é o S do HTTP, ele tá dizendo que a comunicação entre o seu dispositivo e aquela empresa não está criptografado. E trafegar por um site sem que seus dados estejam criptografados é um risco grande, você compromete a sua segurança na rede”, aponta o Oscar Zuccarelli.

Giovanna FreitasGiovanna Freitas
Giovanna Freitas é graduanda na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), atualmente é redatora do portal FDR produzindo pautas sobre finanças.