Tarifa de importação da soja e do milho são zeradas pelo governo; intenção é a queda de preços

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) determinou temporariamente que a tarifa de importação da soja e do milho sejam zeradas, já que elas se encontram com os preços altos no mercado brasileiro. Esta medida estava sendo discutida já no mês de agosto.

Tarifa de importação da soja e do milho são zeradas pelo governo; intenção é a queda de preços
Tarifa de importação da soja e do milho são zeradas pelo governo; intenção é a queda de preços (Foto: Google)

Com esta medida o governo está buscando oferecer mais oferta dos grãos internamente a fim de aumentar a competição e, consequentemente, diminuir os preços. 

Exportações dos produtos brasileiros

Com a moeda brasileira desvalorizada, o que acarreta no favorecimento dos preços no mercado externo, os produtos de soja e milho foram destinados para a exportação, fator que resultou no aumento do preço dos produtos vendidos no país.

Medida para zerar a tarifa de importação

Porém, foi realizado o pedido para zerar a tarifa de importação, primeiramente, pelos produtores de proteína animal, que usam os insumos em ração. Assim, os representantes dos Ministérios da Economia, Relações Exteriores, Agricultura, além da Presidência da República, se reuniram virtualmente na última sexta a fim de debater sobre o assunto.

De acordo com  fontes do jornal “O Estado de S. Paulo”, que acompanhavam a reunião, por mais que haja consenso na câmara em relação a necessidade de zerar a tarifa, ainda teve uma discussão maior em torno do tempo que poderá valer a isenção: até janeiro, março ou junho.

Houve diminuição no Imposto de Importação

A queda do Imposto de Importação, que varia entre 8% e 10%, dependendo do produto, está valendo apenas para os países que não participam do Mercosul, já que o comércio dentro do bloco, com algumas exceções, como por exemplo o açúcar e automóveis, é isento de tarifas.

Tarifa de importação do arroz

No mês de setembro, a câmara decidiu zerar a tarifa de importação do arroz. Foi estabelecida pelo governo uma cota de 400 mil toneladas que podem entrar no Brasil sem a taxa até o fim deste ano. Essa medida foi tomada com o objetivo de conter a disparada do preço do arroz, já que o pacote de cinco quilos, que era vendido em torno de R$15, chegou a custar R$40 em sites de alguns supermercados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA