Sem Renda Cidadã, 68% dos brasileiros pedem continuação do auxílio emergencial em 2021

A proximidade do mês de dezembro preocupa a população de baixa renda, que vê os dias passando e o fim do auxílio emergencial chegando. O benefício, concedido desde março deste ano pelo governo federal por causa da pandemia do novo coronavírus, não tem previsão de prorrogação para o próximo ano. O programa Renda Cidadã, que também daria um suporte nesse aspecto, não saiu do papel.

publicidade
Sem Renda Cidadã, 68% dos brasileiros pedem continuação do auxílio emergencial em 2021
Sem Renda Cidadã, 68% dos brasileiros pedem continuação do auxílio emergencial em 2021 (Imagem: Reprodução / Google)
publicidade

O auxílio emergencial atendeu a população mais pobre com parcelas de R$ 600 e R$ 300, chegando até a R$ 1,2 mil para mães solo. O benefício foi um alívio diante da crise instaurada pela Covid-19, que deixou muito trabalhador sem emprego e em casa.

Fato é que a pandemia não acabou, os empregos não voltaram a aparecer, mas o benefício já tem data marcada para acabar. O governo Bolsonaro não trabalha com a possibilidade de uma segunda prorrogação do auxílio.

Havia, porém, a expectativa de que o programa social Renda Cidadã, que chega para substituir o programa Bolsa Família, criado no governo Lula, pudesse suprir a necessidade desta classe, uma vez que foi comentada, por alto, a possibilidade de aumentar o valor médio do benefício, que passaria de R$ 190 para R$ 300, valor das últimas parcelas do auxílio emergencial, sendo assim, um “eles por elas”.

Mesmo com tanta expectativa, a equipe bolsonarista ainda não tem prazo para tirar o Renda do papel.

Isso porque as eleições municipais, que elegem novos prefeitos e vereadores, são o foco da atenção do governo.

O Renda ficaria, então, para 2021 (não necessariamente para janeiro). Para Bolsonaro, a intenção é que o programa seja o carro-chefe da sua possível candidatura para reeleição em 2022.

A pesquisa XP/Ipespe mostrou que, segundo dados recolhidos entre o dias 8 e 11 de outubro, caso não haja aprovação do Renda no próximo ano, 68% dizem ser a favor do que seria a terceira renovação do auxílio. Outros 27% dizem ser contra a medida e 4% não souberam ou não quiseram responder ao questionamento.

AvatarIsabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.