FIES: MEC divulga duas novidades para o processo seletivo; entenda os impactos!

Pontos-chave
  • Fies muda nota mínima do Enem para inclusão no programa;
  • Novos prazos de inscrição são divulgados para a seleção de 2020.2;
  • Programa contem três linhas de renda para diferentes grupos.

Atenção estudantes, programa de Financiamento Estudantil administrado pelo governo sofre alterações. Nessa semana, o Ministério da Educação (MEC) informou algumas mudanças importantes na seleção do Fies. Entre as medidas já divulgadas, está a suspensão da obrigatoriedade de nota mínima para o Enem e a prorrogação de prazos para as vagas remanescentes. 

FIES: MEC divulga duas novidades para o processo seletivo; entenda os impactos! (Imagem: Google)
FIES: MEC divulga duas novidades para o processo seletivo; entenda os impactos! (Imagem: Google)

Se você deseja tentar uma vaga no Fies 2021, fique atento. O governo informou que a exigência de nota mínima para a redação foi adiada para 2022.

A medida foi adotada visando flexibilizar o acesso as universidades tendo em vista o atual cenário do novo coronavírus. De acordo com o MEC, o novo modelo só passará a vigorar pós período de pandemia.  

Inicialmente, a nota mínima de 400 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passaria a ter validade em 2021. A determinação foi elaborada pelo atual governo Bolsonarista sob a justificativa de reforçar a qualidade das avaliações para ingresso nos centros estudantis.  

As atuais alterações significam que, ainda em 2021, os estudantes que zerarem a redação não poderão concorrer a seleção de 2022. Isso porque a seleção pelo Fies é determinada sempre pelo ano anterior de realização do vestibular.

Desse modo, a média aritmética das provas igual ou superior a 450 pontos passa a valer para inscrição de 2022 no Fies. 

Inscrições remanescentes ganham novos prazos 

Outra notícia também informada nessa semana diz respeito aos novos prazos de inscrições para as 50 mil vagas remanescentes. A seleção é referente ao 2º semestre de 2020 e será iniciada a partir do dia 26 de outubro.  

Os alunos deverão se inscrever pela internet, no site do programa, estando ou não matriculados em uma instituição de ensino superior.

A candidatura poderá lhes conceder a oportunidade de  financiamento das mensalidades em universidades privadas.  

FIES: MEC divulga duas novidades para o processo seletivo; entenda os impactos! (Imagem: Google)
FIES: MEC divulga duas novidades para o processo seletivo; entenda os impactos! (Imagem: Google)

O novo cronograma foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (13). Inicialmente, as inscrições de 26 e 27 de outubro serão destinadas apenas para os cursos de áreas do conhecimento prioritárias, sendo eles: saúde, engenharias, licenciaturas e Ciência da Computação. 

No 3 de novembro se encerra o prazo para os não matriculados em uma instituição superior e no dia 27 de novembro acaba-se as inscrições para quem já está vinculado a uma rede de ensino.  

Para fazer a candidatura e ter demais informações sobre o programa basta acessar a página do Fies na internet. 

Sobre o Fies  

Trata-se de um programa administrado pelo Ministério da Educação cuja finalidade é permitir que estudantes de baixa renda possam se matricular em uma universidade privada.

Para poder participar é preciso se enquadrar nos critérios de renda estabelecidos pelo governo, sendo estes divididos em três categorias:  

  • O FIES 1 tem juro zero e é destinado para quem comprovar renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa. 
  • O FIES 2 tem juros de 3% ao ano e é destinado a candidatos com renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa. Nessa categoria são beneficiados apenas pessoas que habitam nas seguintes regiões: Norte, Nordeste e Centro-Oeste. 
  • O FIES 3 é voltado aos demais participantes que tenham renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa. Os juros cobrados nesta modalidade serão de 6,5% ao ano. 

As candidaturas do Fies são anualmente realizadas pela internet. Primeiro o estudante se cadastra no site do programa, nesse processo ele informa a categoria de renda, curso de interesse, endereço e instituição que almeja entrar. 

Caso seja aprovado, ele vai até a universidade levando o aceite do Fies, dá início ao processo burocrático de inclusão pelo projeto e por fim vai até o banco para finalizar o contrato.

O prazo de pagamento do Fies é de até 4 anos após a conclusão do curso e obtenção do diploma.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA