Pagamento por QR Code: Dois tipos podem ser usados no PIX; conheça cada um

Recentemente anunciado, o PIX é um novo meio de realização de pagamentos, criado pelo Banco Central. Ele possibilitará as pessoas físicas, os serviços de transações e pagamentos, em um formato digital, instantâneo e disponível 24 horas por dia, gratuitamente, em todos os dias da semana. Com isso, haverá dois tipos de realização de pagamentos utilizando QR Code.

Pagamento por QR Code: Dois tipos podem ser usados no PIX; conheça cada um
Pagamento por QR Code: Dois tipos podem ser usados no PIX; conheça cada um (Imagem: Google)
publicidade

Aliás, os QR Codes funcionarão como uma ferramenta de cobrança. Funcionando da seguinte forma: se alguém está te devendo e precisa te pagar, por exemplo, será possível enviar o QR Code para a realização do pagamento, sem a necessidade de que você envie seus dados bancários. 

Desse modo, serão dois tipos de QR Codes a serem utilizados: o estático, que poderá ser usado para diversos pagamentos com um mesmo valor; e o dinâmico, que será válido para apenas uma única transação. 

QR Code Estático  

No caso do QR Code estático, este é recomendado para pessoas físicas, pequenos varejistas e prestadores de serviço.

Neste caso, será válido para a realização de várias transações com o mesmo valor. Ou seja, será possível que o recebedor defina um valor fixo para um produto, por exemplo. Além disso, também poderá inserir um valor pelo pagador.

Isto é: você poderá utilizar o QR Code estático para cobrar o mesmo valor para várias pessoas. Portanto, é uma ferramenta mais flexível.

QR Code Dinâmico 

Em contrapartida, o QR Code dinâmico só poderá ser usado para a realização de apenas uma única transação. Isto é: só poderá ser utilizado uma única vez. Caso você tenha que cobrar uma pessoa mais de uma vez, será necessário gerar um novo QR Code. 

Ademais, também será possível acrescentar dados no QR Code dinâmico, como a identificação do recebedor, por exemplo. 

Entenda o PIX 

O PIX é uma ferramenta criada pelo Banco Central, que visa agilizar os processos de transações, como pagamentos e transferências de forma rápida. Desse modo, em uma era cada vez mais digital, o PIX promete realizar em 10 segundos transações que, até o momento, demoram dias para “cair em conta”. 

Aliás, diferentemente dos pagamentos realizados por TED ou DOC, por exemplo, o PIX permitirá que as pessoas possam realizar pagamentos e transações a qualquer horário e em qualquer dia.

Além disso, com o PIX será possível que as pessoas possam realizar pagamentos a estabelecimentos também. 

Lucas SantosLucas Santos
Lucas Santos é jornalista graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Possui experiência em assessoria de imprensa na Prefeitura Municipal de Cariacica e redação de notícias para o portal FDR. | Instagram @lucas.sanp | LinkedIn @lucassantospto