Itapemirim abre 600 vagas de emprego na criação da sua companhia aérea

A Itapemirim anuncia processo para a contratação de 600 profissionais para a nova empresa aérea, a Ita Transportes Aéreos. A companhia deve operar com 10 aviões em 16 aeroportos nacionais a partir de 2021.

Itapemirim abre 600 vagas de emprego na criação da sua companhia aérea
Itapemirim abre 600 vagas de emprego na criação da sua companhia aérea (Imagem: reprodução/Google)

O processo seletivo para as vagas disponíveis da Ita deve iniciar nesta sexta-feira (09). São vagas para pilotos, copilotos, técnicos de aeronave e comissários de bordo que devem começar a trabalhar em 2021.

Rodrigo Vilaça, CEO do Grupo Itapemirim, informou que “a empresa arrendou 10 aeronaves Airbus 32, sendo que três delas serão entregues ainda este ano. Para cada avião “amarelo ouro”, como são chamados por conta da cor, serão necessários 67 profissionais. Com a chegada dos jatos, naturalmente vamos contratar mais profissionais. Nossa operação no Brasil será gradativa”.

A empresa prevê operar em 16 aeroportos brasileiros e hubs em quatro: Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF) e um último no Nordeste, ainda sem definição. Porém, é necessária a aprovação na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

No entanto, a Ita Transportes Aéreos ainda precisa superar dois problemas:

  • A crise no setor aéreo: segundo a Associação Internacional de Transportes Aéreos o setor só deve registrar saldo positivo a partir de 2022;
  • Retomada financeira da Viação Itapemirim: O grupo enfrenta recuperação judicial da unidade de transporte rodoviário desde 2016.

“A recuperação judicial está desassociada da companhia área. É uma empresa nova e livre de qualquer dívida. Vamos somar uma base sólida a uma operação consistente”, informou Vilaça. O grupo está leiloando imóveis e veículos para pagar as dívidas dos funcionários demitidos.

A partir do dia 15 de outubro será possível arrematar ônibus, por exemplo, por lances iniciais a partir de R$ 3 mil no site da TM Leilões. Essa foi a forma encontrada de conseguir dinheiro para pagar as dívidas.

Em 2017, a Itapemirim tentou comprar a Passaredo, com o intuito de integrar o transporte terrestre ao aéreo. Porém, a venda foi cancelada porque foram descumpridas condições estabelecidas no contrato.

“Nosso presidente queria lançar uma operação aérea regional quando tentou comprar a Passaredo. Mesmo com a pandemia, entendemos que temos um leque de oportunidades para lançar um projeto de aviação nacional”, disse Vilaça.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA