Governo de SP pretende juntar conteúdos de 2020 e 2021 em um único ciclo

De acordo com o secretário de educação do estado de São Paulo, Rossieli Soares, o ano letivo de 2020 e 2021 será vivenciado em um único ciclo de ensino. Segundo Soares, a proposta do governo de SP será aplicada na rede estadual, porém não deu detalhes sobre a metodologia.

Governo de SP pretende juntar conteúdos de 2020 e 2021 em um único ciclo
Governo de SP pretende juntar conteúdos de 2020 e 2021 em um único ciclo (Imagem: Reprodução/Google)

O secretário de educação do estado de São Paulo, Rossieli Soares, ainda precisa explicar como será vivenciada a unificação dos dois anos letivos em oito meses. Além disso, deve publicar nos próximos dias as regras de reprovação escolar para o ano letivo de 2020.

“Vamos trabalhar o ano de 2020 e 2021 como um ciclo, como se fosse um ano só, especialmente para esses alunos que já entregaram as atividades e estão entregando”, afirmou o secretário.

Dessa maneira, os alunos aprovados este ano serão contemplados pela unificação. Dessa maneira, os conteúdos serão vivenciados dentro de oito meses, porém de forma diferenciada, com o intuito de ajudar aqueles que não conseguiram aprender alcançar o nível desejado.

“Ao invés de fazer a média com quatro bimestres de 2020, faremos a média bimestral de oito bimestres contando 2020 e 2021. Então, o aluno que está no quarto ano, se ele entregou o mínimo de atividades, ele progride para o quinto ano, e a média dele para aprovação lá no quinto ano será considerada, por exemplo, aquilo que ele fez em 2020 e 2021”, explicou o secretário.

Com o anúncio, o secretario já adiantou como deve acontecer a reprovação dos estudantes. Sendo assim, os alunos que não participaram das aulas remotas ou que não entregarem as atividades solicitadas irão regredir.

Porém, em julho, o Conselho Nacional de Educação (CNE) recomendou que as redes de ensino evitassem a reprovação neste ano. Mesmo assim, a decisão cabe a essas instituições decidirem como será realizada a aprovação diante desse cenário de pandemia.

Segundo Rossieli Soares, “Obviamente nós não defendemos a reprovação pela reprovação, esse é um ano muito atípico, especialmente para os alunos que têm menos condições, que não conseguiram acompanhar as aulas online. Por isso que nós vamos fazer um grande processo de busca ativa para aqueles que porventura não tenham conseguido entregar as atividades. Para esses, vamos dar a oportunidade ao máximo de tempo possível”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA