Inscrições das vagas remanescentes do Fies começam hoje (6)

Vagas remanescentes são aquelas que ficam disponíveis após o fechamento de todos os processos de seleção regulares. Recentemente, o MEC anunciou que abriria a inscrição para 50 mil bolsas de estudo nesse modelo para o FIES.

publicidade
Inscrições das vagas remanescentes do Fies começam a partir de hoje (6)
Inscrições das vagas remanescentes do Fies começam hoje (6) (Imagem/Reprodução Google)
publicidade

O último processo seletivo que o Governo Federal abriu, também para vagas remanescentes, foi do Prouni. A diferença é que no Fies o candidato aprovado precisa pagar pelo curso depois da formação, enquanto o Prouni oferece bolsas gratuitas nas universidades privadas.

Inscrições

Os estudantes que desejarem concorrer a uma das bolsas, devem acessar o Portal do Fies e preencher o formulário, escolhendo o curso em que pretende ingressar.

Assim como aconteceu no Prouni, a seleção do Fies para bolsas remanescentes deve ser uma apenas em 2020. Então, o estudante precisa se atentar aos prazos, ele tem de 6 a 13 de outubro para se candidatar.

É importante dizer que a inscrição não garante totalmente que o candidato será contemplado, isso porque depende de alguns requisitos, mas demonstra o seu interesse em participar do processo seletivo.

Pré-requisitos

O Governo Federal, por meio do MEC definiu apenas dois requisitos básicos para que os candidatos possam concorrer:

  1. Ter participado de uma das edições do Enem a partir de 2010 e alcançado média nas provas igual ou superior a 450 pontos e não ter zerado a redação;
  2. Deve possuir renda familiar mensal bruta por pessoa de até 3 salários mínimos.

Fies

Faz parte dos programas governamentais de ingresso de estudantes no nível superior de ensino em instituições da rede provada e reconhecidas pelo MEC. No Fies encontramos duas categorias de financiamento:

  1. São vagas com juros zero destinadas aos estudantes com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa;
  2. P-Fies: destinado aos estudantes que tenham renda familiar mensal de até cinco salários mínimos.

Nos dois tipos de financiamento, o estudante começa a pagar pelo curso apenas depois de sua conclusão.

O Financiamento Estudantil tem 2 fases. A primeira vai do momento de contratação até a conclusão do curso, ou seja, é o período de utilização.

A segunda é chamada de amortização, é o período em que o estudante passa a pagar seu curso, a partir do ano de 2018 essa fase não possui mais carência, assim o estudante precisa iniciar a quitação logo após a conclusão do curso.

Acompanhe a seção Carreiras do portal FDR e saiba mais sobre Fies, Prouni, SiSU, Enem em mais.

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.