Febraban projeta crescimento de 9,4% da carteira total de crédito neste ano

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) projetou em pesquisa que a carteira total de crédito deve ter crescimento em 9,4% em 2020, em relação ao ano passado. A projeção anterior, realizada em agosto, apontava uma alta de 6,3% no ano. A pesquisa mais recente aconteceu entre os dias 23 e 30 de setembro.

publicidade
Febraban projeta crescimento de 9,4% da carteira total de crédito para este ano
Febraban projeta crescimento de 9,4% da carteira total de crédito para este ano (Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
publicidade

O resultado positivo, segundo a federação, foi na maior parte por conta da expansão do crédito direcionado, devido ao êxito dos programas de crédito público que foram adotados pelo setor bancário.

A projeção teve uma alta maior que o dobro nas comparações mensais. Em setembro foi registrada alta de 7,1%, sendo que em agosto a previsão era de 3,0%. Se for levar em consideração a perspectiva para 2021, houve uma pequena alta. A porcentagem passou de 7,0% para 7,2%.

As perspectivas referentes ao crédito livre também registraram alta na previsão, de 8,6% para 10,7%. A explicação para isso foi por conta do crescimento dos empréstimos às famílias e empresas.

Para os clientes pessoas jurídicas, a subida foi de 12,3% para 15,7% em setembro. Com relação à carteira de crédito destinado aos clientes pessoas físicas, a alta foi de 5,6% para 6,7%. O motivo para  isso, segundo a Febraban, é por causa da recuperação da atividade econômica epela continuidade da demanda por capital de giro pelas empresas.

Previsões para a taxa Selic e o PIB

Para 94,7% dos especialistas, a taxa básica de juros Selic deve se manter em 2% ao fim do ano. A parte restante espera uma redução de 0,25 pp em dezembro.

Já para o PIB ano seguinte, mais da metade (52,6%) acredita que haverá alta de 3,5% em linha com o consenso do mercado. Outros 26,3% esperam revisões para baixo do desempenho da atividade econômica. Os 15,8% restantes acreditam no crescimento superiora o previsto pelo mercado.

A Pesquisa

A Pesquisa Febraban de Economia Bancária acontece a cada 45 dias, no período seguinte à divulgação da ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). A proposta é de coletar as impressões de instituições financeiras sobre a ata divulgada pelo Copom, de forma a estabelecer as projeções.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.