Como cadastrar a ‘Chave PIX’? Passo a passo COMPLETO!

Desde ontem (5), o Banco Central (BC) disponibilizou a possibilidade de cadastro dos clientes para o sistema Pix. Ele oferece uma forma de pagamentos instantâneos e com funcionamento de 24 horas por dia, em todos os dias da semana. A sistematização está sendo realizada pelos bancos participantes. Ontem foram realizados mais de 3,5 milhões de cadastros. Descubra, a seguir, como realizar o cadastro da chave Pix.

publicidade
Confira o passo a passo para cadastrar a chave Pix
Confira o passo a passo para cadastrar a chave Pix (Imagem: Divulgação/Banco Central)
publicidade

Como forma de tornar a transação mais rápida, o BC oferece a opção da criação de uma chave Pix. Sendo assim, não será necessário preencher diversos dados toda vez que realizar alguma movimentação. Basta, apenas, informar a chave e pronto.

Para criar a chave, a pessoa interessada deverá passar alguma sequência para ser usada como o meio de informação. Entre as opções, estão o e-mail, número de telefone, CPF ou CNPJ. Caso prefira, também será possível gerar a chave por meio de um número aleatório. Esse cadastro não cobra nenhuma taxa.

Como realizar o cadastro da chave Pix

Primeiramente, a pessoa deverá ter uma conta em banco ou carteira digital em alguma instituição cadastrada. Isso se deve ao fato de que o banco funcionará como intermediário no momento das transferências.

Caso você ainda não tenha alguma conta registrada, poderá fazer por meio digital, por exemplo. Dessa forma, poderá realizar a abertura de forma simples.

Logo após, terá que selecionar em qual banco desejará que o dinheiro caia, no caso de pessoas com conta em mais de uma instituição. Cabe ressaltar que as chaves podem tanto ser cadastradas em somente um banco, como podem ser feitas em empresas distintas.

Outro detalhe é que cada chave será usada em somente uma instituição. Por exemplo, se alguém utiliza o endereço de e-mail para receber o dinheiro do Bradesco, não poderá usar o mesmo e-mail para receber do Itaú, mas terá a opção de receber pelo CPF.

Em seguida, será necessário entrar no site ou aplicativo da instituição em que possui conta. Neste momento, a opção do cadastro estará disponível em alguma parte do sistema. Basta clicar e realizar o cadastro da chave de forma simples.

Por fim, o Banco Central fará a análise dos dados cedidos para realizar a confirmação. Caso seja aprovado, a instituição avisará o cliente. O sistema estará disponível a partir do  dia 16 de novembro para transferências e pagamentos.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.