IR 2020: Mais de 900 mil caíram na malha fina; aprenda a destravar sua declaração

Na última quarta-feira (30), a Receita Federal divulgou que 910.996 declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) caíram na malha fiscal, popularmente conhecida como malha fina. Isto é: a declaração fica retida por conta de erros, valores incorretos ou algum rendimento omitido, por exemplo. 

IR 2020: Mais de 900 mil caíram na malha fina; aprenda a destravar sua declaração
IR 2020: Mais de 900 mil caíram na malha fina; aprenda a destravar sua declaração (Imagem: Reprodução Google)

Aliás, também na última quarta, a Receita pagou o último lote de restituição de imposto. Assim, entre os meses de março a setembro, o órgão recebeu 33.288.672 declarações de IRPF, referente ao ano básico de 2019. Desse modo, foram 2,74% das declarações recebidas que caíram na malha fina.

Ademais, entre os motivos pelo qual houve retenções nas declarações, por parte da Receita Federal, estão a omissão de rendimentos passíveis ao ajuste anual, representando 46% das declarações

Além disso, deduções da base de cálculo, representando 26% das declarações em malha fina. Também, divergências no valor do imposto de renda. Este último, afinal, é por conta das diferenças entre o que consta na Dirf e a declaração de pessoa física. Representando assim 21% das declarações. 

Outrossim, estão inclusos na lista da malha fina as deduções do imposto devido. Além de rendimentos acumulados e diferenças nas informações de pagamento e imposto complementar. Todas essas representam cerca de 7% das declarações retidas pela Receita. 

Receita paga último lote de restituição do IR 2020

No dia 30 de setembro a Receita Federal pagou o quinto e último lote das restituições do IRPF. Neste ano, aliás, o órgão antecipou o começo da restituição e, além disso, reduziu o número de lotes. Anteriormente eram sete e, este ano passou para cinco. 

Assim, foram creditados cerca de R$ 4,3 bilhões, distribuídos para 3.199.567 contribuintes. O valor foi depositado em contas bancárias indicadas pelos beneficiários. 

Como realizar a consulta?

Para consultar o Imposto de Renda,é preciso que o beneficiário acesse o site da Receita Federal e, logo depois, acesse o menu. Na parte de  “assuntos”, é necessário clicar em “IRPF” e, depois, em 2020. Logo após, preencha os dados necessários. 

Também é possível fazer a consulta do IRPF por meio do aplicativo da Receita, disponível nas lojas dos aparelhos eletrônicos como tablets e smartphones. Ademais, outra alternativa é ligar para o telefone 146.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA