Enem 2020: Quando serão feitas as provas? Quais as novas regras na pandemia? Veja tudo!

PONTOS CHAVES

  • Acesse o cronograma do exame
  • Conheça as novidades desta edição
  • Prova digital terá mesmo nível de dificuldade da impressa
  • Redação pode anular exame do candidato

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se aproxima e a próxima programação do calendário divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) é o primeiro dia de aplicação da prova impressa, em 17 de janeiro de 2021. Em seguida, o segundo dia de aplicação acontece em 24 do mesmo mês, sob novas regras por causa da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Enem 2020: Quando serão feitas as provas? Quais as novas regras na pandemia? Veja tudo!
Enem 2020: Quando serão feitas as provas? Quais as novas regras na pandemia? Veja tudo! (Imagem: Reprodução / Google)

As principais mudanças no Enem especificamente para a realização da prova impressa são:

  • Participantes cegos, surdocegos, com baixa visão ou visão monocular poderão solicitar recurso para uso de leitor de tela. O participante com surdocegueira poderá optar pelo tipo de atuação de seus guias-intérpretes, uso de tadoma ou Libras tátil;
  • Tempo adicional de 60 minutos para participantes lactantes que informarem tal condição no sistema de inscrição e levarem o lactente e o acompanhante no dia da aplicação;
  • Foto do participante adicionada ao sistema de inscrição (prazo foi adiado para o dia 8 de outubro);
  • Participantes com doenças infectocontagiosas descritas no edital deverão entrar em contato com o Inep para comprovação de sua condição e não deverão comparecer ao local de provas. Poderão realizar a prova na reaplicação;
  • Participantes autistas e surdocegos terão banca especial para correção de suas provas. O participante que escrever sua redação em braile terá suas provas corrigidas no mesmo sistema;
  • Carteira de Trabalho, Certificado de Reservista e Certificado de Dispensa de Incorporação não serão aceitos como documento de identificação;
  • Participantes deverão marcar a cor d Caderno de Questões no Cartão-Resposta.

Nesta edição, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou um edital com as referências dos conteúdos que serão cobrados nos dois dias de prova, onde são ofertados quatro exames objetivos, cada um com 40 questões de múltipla escolha, e uma redação.

Os candidatos devem estar atentos aos locais de provas e horários para não serem desclassificados. Os portões abrem às 12h, segundo horário de Brasília, e fecham às 13h. A prova tem início às 13h30 e pode ir até às 19h no primeiro dia e 18h30 no segundo.

No dia da prova impressa, é obrigatório que o candidato tenha em mãos um documento original e oficial de identificação com foto. Durante a realização das provas ainda será coletada sua biometria.

Prova digital é oferecida pela primeira vez na história

As provas digitais, que acontecem pela primeira vez na história do Enem, para 100 mil pessoas, estão marcadas para o dia 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.

Uma reaplicação para os casos de problemas que enfrentaram algum problema na realização está marcada para os dias 24 e 25 de fevereiro do próximo ano.

Os resultados serão divulgados no mesmo dia que os resultados das provas impressas: em 29 de março de 2021.

A estrutura, o conteúdo, áreas de conhecimento e componentes curriculares avaliados nas provas digitais são os mesmos das provas impressas, garante o Inep.

Enem 2020: Quando serão feitas as provas? Quais as novas regras na pandemia? Veja tudo!
Enem 2020: Quando serão feitas as provas? Quais as novas regras na pandemia? Veja tudo! (Imagem: Reprodução / Google)

Aplicativo do Enem

O Enem disponibilizou gratuitamente um aplicativo que pode ser baixado nos sistemas Android e iOs. Nele, o candidato tem acesso ao local de prova, gabaritos, resultados, cronograma, notícias, simulados e até uma vista pedagógica da redação.

Ele é visto como uma boa forma para quem deseja se preparar nessa reta final. Nele, há o simulado oficial do exame com questões de edições passadas que permitem o usuário “subir de nível” e ficar cada vez mais por dentro da logística das provas.

Redação merece atenção dobrada

Além das questões objetivas, a redação é um dos fatores classificatórios do Enem. É válido lembrar que apenas as redações transcritas para a folha de redação serão corrigidas, desde que não estejam rasuradas.

Segundo o Inep, a banca avaliadora pode atribuir nota 0 à redações que, entre outra ações:

  • não atender à proposta solicitada ou possua outra estrutura textual que não seja a estrutura dissertativo-argumentativa;
  • apresentar até 7 linhas manuscritas ou apresentar até 10 linhas escritas no sistema braile, qualquer que seja o conteúdo, o que configurará “Texto Insuficiente”;
  • apresentar impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, o que configurará “Anulada”;
  • apresentar parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto, o que também configurará anulação.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.