Professores de Pernambuco entram em GREVE após governo autorizar retorno

A decisão pela greve dos professores de Pernambuco, aconteceu em assembleia virtual que reuniu esses profissionais. Ela é a resposta docente contra o retorno às aulas presenciais autorizada pelo governo de Pernambuco.

Professores de Pernambuco entram em GREVE após governo autorizar retorno
Professores de Pernambuco entram em GREVE após governo autorizar retorno. Imagem/Reprodução Google
publicidade

Cerca de 1,400 professores participaram da reunião, desse número 74% votou a favor da greve.

Esses profissionais deveriam voltar às salas de aula no dia 6 de outubro, mas a greve deve ser deflagrada efetivamente no dia 5, segunda-feira.

Escolas públicas e particulares unidas

A greve que deve se instaurar no ensino público do estado de Pernambuco não deve ser exclusividade das escolas públicas, isso porque os professores particulares devem aderir ao movimento.

O Sindicato dos Professores de Pernambuco – Sinpro-PE, que reúne profissionais da educação de instituições particulares já havia, antes mesmo da assembleia de ontem, anunciado que entrariam em greve.

Retomada das aulas presencias

Ao anunciar o retorno das aulas, o secretário de Educação do Estado de Pernambuco, Fred Amâncio, afirmou que os pais poderão escolher se irão enviar seus filhos às escolas ou não.

Desse modo, mesmo que as aulas presenciais sejam retomadas, as instituições devem mesclar a modalidade presencial com a remota.

Amâncio demonstrou que o governo do estado está trabalhando para a retomada, mas também observando essa prática em outros estados brasileiros.

“O protocolo que vamos encontrar aqui em Pernambuco é muito parecido com o de outros estados e países. Já foram criados alguns consensos sobre as medidas que devem ser adotadas nos níveis da escola, mas ele trata sobre distanciamento social, proteção e prevenção, e monitoramento e comunicação. Ele foi colocado em audiência pública para receber sugestões e contribuições de diversas instituições, nossa equipe tem estudado e a gente espera, em breve, estar divulgando a versão final desse protocolo”, disse o secretário.

Medidas que garantem o ensino

Durante o período de quarentena algumas medidas foram adotadas pelo governo estadual para minimizar os impactos da pandemia no ensino/aprendizagem.

Entre elas está o EducaPE um portal que permite que o aluno tenha acesso ao Google Classroom, entre outros recursos.

Além disso, as diversas escolas espalhadas pelo estado adotaram medidas próprias, como a impressão de atividades.

Na próxima segunda deve acontecer uma nova reunião entre os professores onde eles decidirão os próximos passos da greve.

Quer saber mais sobre educação em todo o Brasil? Acompanhe a seção Carreiras do portal FDR e fique bem informado.

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.