Cidade de São Paulo divulga plano de retorno das aulas usando fins de semana

O Secretário Municipal de Educação de São Paulo concedeu entrevista recentemente para tratar do plano de retorno das aulas do município, que prevê até mesmo uma testagem em massa que deve ter início hoje, 1° de outubro.

Cidade de São Paulo divulga plano de retorno das aulas usando fins de semana
Cidade de São Paulo divulga plano de retorno das aulas usando fins de semana. (Imagem/Reprodução Google)
publicidade

Como acontece em outros estados a retomada das aulas presenciais, que ocorre em novembro, é opcional, ou seja, os pais e responsáveis decidirão se as crianças vão à escola ou continuarão com o ensino remoto.

Esse momento de retorno tem gerado vários debates, fazendo com que pais fiquem com o pé atrás e até educadores em outro estado entrem em greve.

Testagem da comunidade escolar

Premissa básica para alguns educadores é a realização de testes em massa, o secretário de educação da cidade de São Paulo, Bruno Caetano, já garantiu que essa é uma questão que sempre esteve em pauta e que já anda a passos largos:

“Superados os desafios das compras de materiais e testes, é preciso vencer a confiança do poder público com as famílias, não só na cidade de São Paulo, mas de toda a educação”, disse o secretário. Ou seja, há testes suficientes para serem realizados e esse nem é mais o maior problema, mas sim fazer com que os responsáveis enviem as crianças para a escola.

Para se ter uma ideia de como está a preparação para essa retomada, só no dia de hoje, 1, há a expectativa de que 777 mil pessoas que fazem parte da comunidade escolar sejam testadas. Essa testagem deve durar em média 15 dias.

Retomando as aulas presenciais

Caetano também afirma que na retomada será preciso ”recuperar o tempo perdido”, para isso as aulas aos sábados são uma das alternativas que deverão ser utilizadas na cidade.

Calendário

Um calendário ainda não foi de fato divulgado, mas o retorno das aulas presenciais deve acontecer em novembro, o que se imagina é que as aulas devam ir até próximo ao Natal, entre os dias 20 ou 21 de dezembro.

Também há possibilidade que se se estenda até as primeiras semanas de janeiro. O governo tem pensando no calendário assim para minimizar os impactos do tempo em que os estudantes ficaram sem estudar.

Responsabilidade do município e das escolas

O secretário de Educação Bruno Caetano falou sobre questão da responsabilidade nessa retomada. Para ele, o responsável máster é o município, mas são muitas escolas e nesse momento a cidade repassou R$ 120 milhões às escolas para que elas possam fazer as intervenções que acharem necessárias às suas realidades.

Quer saber mais sobre educação em todo o Brasil? Acompanhe a seção Carreiras do portal FDR e fique bem informado.

 

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.