Santa Catarina anuncia regras para retorno do apoio pedagógico presencial

Após quase cinco meses de paralisação das aulas presenciais por causa da pandemia do novo coronavírus no Brasil, a Secretaria de Estado da Educação (SED) de Santa Catarina estuda o retorno de parte das atividades, começando pelo apoio pedagógico presencial. A medida é diferente das aulas normais que ocorriam antes da pandemia.

Santa Catarina anuncia regras para retorno do apoio pedagógico presencial
Santa Catarina anuncia regras para retorno do apoio pedagógico presencial (Imagem: Reprodução / Google)

Para ofertar o apoio pedagógico presencial, algumas medidas foram tomadas, atendendo o “novo normal”.

Entre elas, uma reunião entre a SED e a Defesa Civil, que resultou na capacitação dos gestores regionais que ficarão responsáveis por orientar outros profissionais sobre a retomada das atividades escolares em Santa Catarina.

“As atividades não presenciais na rede estadual de Ensino continuam até dezembro para alunos e professores. Mas, para os alunos que não conseguem acompanhar a aprendizagem no regime remoto será importante voltar à escola e assimilar os conteúdos com este reforço. A Secretaria de Estado da Saúde é quem estabelece o momento e o regramento para que a retomada desta parte dos estudantes possa ser realizada com toda a segurança necessária. Para isto, precisamos multiplicar a orientação e capacitação à comunidade escolar”, explicou o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.

No estado, as redes municipal, privada e federal têm autonomia para escolher como pretendem conduzir a retomada, desde que obedeçam as diretrizes do Plano de Contingência Estadual para Educação (PlanCon), construído em regime de colaboração por mais de 15 entidades.

O apoio pedagógico oferecido é uma espécie de monitoria e contempla os alunos que não estão conseguindo participar ou não atingiram aprendizagem satisfatória durante o período de aulas à distância, remoto, em “home office”.

Com foco nesses alunos, as instituições tentam recuperar o ano dos mesmos, evitando uma reprovação ou abandono escolar.

Essa atividade acontece sob muitos cuidados, como aferição de temperatura de funcionários e alunos ao entrar nas instituições, uso de álcool em gel 70% na entrada das escolas e em postos estratégicos das unidades.

Além do uso obrigatório de máscaras, maior ventilação e distanciamento entre alunos e refeições em tempos diferentes para evitar aglomerações nos refeitórios.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA