Unicamp registra recorde de inscrições dos alunos da rede pública

A Universidade de Campinas (Unicamp) bateu o recorde de inscritos que estudam na rede pública. Ao todo, foram 77.653 inscrições para o vestibular 2021. O recorde anterior era da última edição, quando foram inscritos 72.859 candidatos. Os dados são da comissão organizadora de vestibular (Comvest).

Unicamp registra recorde de inscrições dos alunos da rede pública
Unicamp registra recorde de inscrições dos alunos da rede pública (Imagem: Reprodução / Google)

Os inscritos poderão concorrer a 3.237 vagas distribuídas em 69 cursos de graduação nos campi de Campinas, Limeira e Piracicaba, em São Paulo.

Neste número estão inclusas as 639 vagas que seriam destinadas para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas foram vetadas por incompatibilidade no calendário da instituição.

As provas da primeira fase serão aplicadas nos dias 6 e 7 de janeiro de 2021. A segunda etapa acontece nos dias 7 e 8 de fevereiro. Segundo a Comvest, os locais de provas dos candidatos serão divulgados no dia 11 de dezembro deste ano.

Um levantamento divulgado pela Comvest mostra que 34,2% dos candidatos são estudantes de escolas públicas. Ou seja, 77.753 inscritos. Na edição anterior, a porcentagem deste grupo era de 32,2%.

“O número de candidatos isentos subiu quatro pontos percentuais, passando de 10,1% no Vestibular 2020, para 14,1% este ano, marca também nunca alcançada”, informou a Comvest, em nota.

Por outro lado, o percentual de candidatos autodeclarados pretos e pardos caiu de 21,3% para 21% dos candidatos inscritos. O índice do Vestibular 2019 havia sido de 21,8%.

Concorrência acirrada

O levantamento mostra também que os cursos mais procurados pelos candidatos a ingressarem na Unicamp são: medicina, arquitetura e urbanismo; ciências biológicas; comunicação social-midialogia; ciência da computação; engenharia da computação; farmácia; história; ciências econômicas e enfermagem.

Independente do curso escolhido, todos terão que cumprir as 72 questões objetivas, sendo 12 de língua portuguesa e literatura, 12 de matemática e 8 de cada disciplina: biologia, física, geografia/sociologia, história/filosofia, inglês e química, na primeira fase.

A segunda fase acontece em dois dias. No primeiro, os candidatos devem responder 8 questões de português, 2 interdisciplinares de inglês e escrever uma redação.

No segundo dia, 6 questões de matemática, 2 de ciências humanas, 2 de ciências da natureza e a parte específica por área.

Livros que serão cobrados no vestibular 2021 da Unicamp

  • Sonetos escolhidos, de Camões;
  • Sobrevivendo no Inferno, do grupo Racionais Mc’s;
  • O Espelho, de Machado de Assis;
  • O Marinheiro, de Fernando Pessoa;
  • A Falência, de Júlia Lopes de Almeida;
  • O Ateneu, de Raul Pompeia;
  • Sermões, de Antonio Vieira.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.