Casa Verde e Amarela vai cobrar juros de financiamento do grupo mais pobre

Famílias que possuem renda mensal de até R$ 1,8 mil terão agora que pagar juros na prestação do Casa Verde e Amarela. No Minha Casa Minha Vida, esse grupo com não arcava com os juros.

Casa Verde e Amarela vai cobrar juros de financiamento do grupo mais pobre
Casa Verde e Amarela vai cobrar juros de financiamento do grupo mais pobre (Imagem: Reprodução/Google)

A nova versão do Minha Casa Minha Vida, o Casa Verde e Amarela, cobrará juros nas prestações das famílias que possuem renda mensal de até R$1.800. O programa continuará a ser operacionalizada pela Caixa Econômica Federal.

A mudança faz parte da Medida Provisória 996, que viabiliza a criação do novo programa habitacional. Com isso, as famílias de baixa renda terão que pagar juros pela casa própria.

Segundo especialistas, essa ação é um descaso do poder executivo com a população chamada de Faixa 1 no programa Minha Casa Minha Vida.

Esse grupo é o mais vulnerável dentro do programa e terá que pagar juros a partir de 4,25%. Para que a Medida Provisória seja aprovada é necessário que seja votada no Congresso Nacional e no Senado Federal, até o dia 24 de outubro.

Segundo o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto, “Esperamos que o Congresso modifique esta medida provisória porque o que foi apresentado não é um projeto nacional para o enfrentamento do déficit no setor de habitação. O programa do governo Bolsonaro é bem diferente do Minha Casa Minha Vida, que carrega uma função social muito forte”.

Minha Casa Minha Vida

O programa habitacional foi criado em 2009 pelo então presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A ideia era ajudar a população brasileira a adquirir a casa própria através de um financiamento habitacional com juros baixo.

O programa é voltado para famílias com renda familiar bruta de até R$ 7.000,00 por mês. As famílias são divididas em quatro faixas, sendo que cada uma é definida de acordo com a renda familiar e apresenta condições especiais para cada grupo. São elas:

  • Faixa 1: Famílias com renda de até R$ 1.800,00, subsídio de 90% do valor da moradia, financiamento de até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00;
  • Faixa 1,5: Famílias com renda de até R$ 2.600,00, taxas de juros de apenas 5% ao ano, até 30 anos para pagar e subsídios de até 47,5 mil reais;
  • Faixa 2: Famílias com renda de até R$ 4.000,00 e subsídios de até R$ 29.000,00;
  • Faixa 3: Famílias com renda de até R$ 7.000,00.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.