Ex-presidente do Banco Central afirma que Bitcoin não irá adiante

O ex-presidente do Banco Central do Brasil, Armínio Fraga, afirmou acreditar que a moeda Bitcoin “não vai a lugar nenhum”. Apesar disso, ele considera a tecnologia interessante. As declarações aconteceram no evento “Retomada Econômica, Tecnologia e Inclusão Financeira”, promovido pelo Instituto ProPague.

Ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, acredita que Bitcoin não irá adiante
Ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, acredita que Bitcoin não irá adiante (Imagem: Jack Guez AFP)

Por conta da realidade atual ser mais digital, ele acredita que o estoque de moedas não possui tanta importância pelo fato dos bancos centrais estarem atuando mais sobre taxas de juros.

Ao falar sobre as moedas digitais, Fraga afirma: “Acho que não vai mudar muito, não. A política monetária tem seus limites. Hoje os bancos centrais viraram ‘resolvedores’ de todos os problemas. Na verdade não são, mas, de fato, têm muito poder, e esse poder seguirá sendo exercido com seus grandes benefícios e também com riscos”.

Outro ponto indicado foi a instabilidade da moeda com o preço volátil. O valor é definido pela lei da oferta e procura. Além disso, disse que ela não é barata e não tem valor de compra.

Ele também acredita que não haverá mudança significa na política monetária, pois os “Bancos Centrais viraram os resolvedores de todos os problemas e detém muito poder, que deverá continuar a ser exercido”.

Apesar da perspectiva negativa da criptomoeda, ele também afirma que: “Essa coisa da moeda digital, Eu acho que isso nasceu com o Bitcoin e com a coisa dos modelos de controle chamados distribuídos, sem autoridade central, um negócio muito interessante, muito charmoso, com elementos técnicos complexos”.

Armínio foi o responsável pela criação do sistema de metas de inflação. Ele havia assumido a presidência da instituição no fim do mandato de Fernando Henrique Cardoso, em 1999.

O Bitcoin

O bitcoin é uma moeda digital, ou seja, funciona de forma virtual. Sendo assim, é diferente de moedas como o real e o dólar, por exemplo. Ela é armazenada em carteiras digitais.

Como vantagem, a criptomoeda se torna uma forma rápida para a transferência financeira. O preço dele é variável, de acordo com a quantidade de pessoas que querem comprar ou vender.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.