Santander atualiza programa Esfera com a possibilidade de compras por QR Code

Nesta terça-feira (17), foi lançado pelo Banco Santander um aplicativo do programa de vantagens da empresa, o Esfera, que possui o intuito de possibilitar mais funções. Entre as novidades estão o pagamento de compras instantaneamente na maquininha Getnet por meio do sistema QR Code.

Santander atualiza programa Esfera com a possibilidade de compras por QR Code
Santander atualiza programa Esfera com a possibilidade de compras por QR Code (Foto:Google)

O Santander analisou nos últimos meses novos hábitos de consumo referente aos clientes além da adaptação do mercado aos impactos que a crise da pandemia do novo coronavírus causou.

O banco diz que a criação da plataforma foi motivada para “inovar a experiência do cliente no mercado de fidelidade e de meios de pagamento”.

“Temos observado uma forte mudança de comportamento dos nossos clientes ao longo do tempo. Antes, a maior parte das trocas de pontos era por milhas de passagens aéreas, afirma Elaine Watanabe, CEO da Esfera.

“Como ampliamos nosso portfólio com opções variadas e bastante competitivas, vimos uma migração relevante para outras opções: eletrônicos, utensílios para casa, bebidas, cashback, vales-compras de delivery ou combustível”, finaliza a CEO.

O pagamento de compras em mais de 1,3 milhão de estabelecimentos que trabalham em conjunto com a Getnet será mais fácil por meio do uso de pontos do cartão, que está disponível aos usuários.

Para ser utilizada essa ferramenta, o usuário deverá fazer o pagamento por meio do QR Code, que será gerado pelo lojista através da maquininha Getnet, escolhendo se procura concluir o pagamento com pontos somente, ou deseja concluir uma parte em pontos e outra com o cartão de crédito vinculado à sua conta na plataforma.

A plataforma também possibilita descontos em estabelecimentos parceiros, opções que permitam acumular e trocar pontos, acompanhar saldos e extratos dos pontos, como por exemplo o resgate de vale-compras de lojas e de serviços parceiros.

O banco ainda afirma que essa migração se deve a pandemia do novo coronavírus, que incentivou o uso desses aplicativos como uma alternativa para este período que estamos vivenciando.

“Hoje, menos de 10% das trocas são feitas por milhas aéreas, e fica claro que o cliente está cada vez mais em busca de produtos, serviços e experiências”, ressaltou em nota. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.