Os cursos ofertados pelo Sesi e Senai-ES são para aquelas pessoas que estão buscando qualificação sem sair de casa durante esse período de quarentena. Eles têm carga horária entre 8h e 40h, e terão início logo após a inscrição.

publicidade
Sesi e Senai abrem 12 mil bolsas de estudos para cursos no Espírito Santo
Sesi e Senai abrem 12 mil bolsas de estudos para cursos no Espírito Santo. (Imagem/Reprodução Google)
publicidade

Pensando na retomara dos empregos e na recolocação profissional, o Sesi e o Senai oferecem diversos cursos gratuitos e online no Espírito Santo.

Inscreva-se

As inscrições são feitas pela internet, basta os interessados acessarem o portal FINDES, escolher o curso que pretende fazer, clicar para conhecer mais e, então, se inscrever.

O aluno terá acesso ao curso escolhido assim que terminar de efetuar sua inscrição. Os cadastros vão até o dia 20 de setembro, ou até quando as vagas durarem.

Cursos disponíveis no Sesi e Senai 

Ao todo são 17 cursos com cargas horárias diferentes:

  • Boas práticas de saúde e segurança do trabalho para prevenção à covid-19 (8 horas / 14 anos de idade mínima)
  • Administrando o seu dinheiro (Carga horária de 12 horas)
  • Qualidade no atendimento e postura profissional (10 horas)
  • Redação administrativa (10 horas)
  • Comunicação no foco organizacional (20 horas)
  • Comunicação efetiva (12 horas)
  • Tecnologia da informação e comunicação (14 h / 14 anos)
  • Segurança do trabalho (14 horas / 14 anos)
  • Noções básicas de mecânica automotiva       (14 horas / 14 anos)
  • Metrologia (14 horas / 14 anos)
  • Lógica de programação (14 horas / 14 anos)
  • Fundamentos de logística (14 horas / 14 anos)
  • Empreendedorismo (14 horas / 14 anos)
  • Educação ambiental (14 horas / 14 anos)
  • Desenho arquitetônico (14 horas / 14 anos)
  • Consumo consciente de energia (14 horas /14 anos)
  • Satisfação do cliente (40 horas)

EAD

A educação à distância é uma modalidade democrática de ensino. Permite que pessoas de todo o país tenham acesso ao mesmo nível de ensino, com materiais pensados em auxiliar os estudantes nessa trajetória.

A partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação o MEC começou a cobrar mais das instituições que oferecem esse tipo de serviço.

Afinal, não é porque a pessoa está estudando no conforto de sua casa que ela é obrigada a aceitar um serviço educacional mal estruturado.

A possibilidade de fazer seus próprios horários tem feito com que um número cada vez maior de brasileiros busque por esse tipo de ensino.

Esse período de pandemia o EAD foi amplamente utilizado pelos diversos segmentos da educação, mostrando o quanto ela pode ser eficaz, se bem elaborada.

 

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II.

Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.