Nesta terça-feira (15), o Ibovespa foi prejudicado após declaração do presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, “está proibido falar Renda Brasil” durante seu mandato, anunciando ainda que o Bolsa Família se estenderá até 2022. Saiba mais.

publicidade
Noticiário político PREJUDICA Ibovespa nesta terça (15); Dólar também cai.
Noticiário político PREJUDICA Ibovespa nesta terça (15); Dólar também cai. (Imagem Google)
publicidade

O presidente ainda criticou as medidas pensadas pelos economistas de congelar aposentadorias e cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência. “Isso é um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade”, disse Jair Bolsonaro. “Quem vier propor medida como essa só posso dar um cartão vermelho, porque não tem coração e nem entendimento de como vivem os aposentados”.

A China demonstrou um avanço no crescimento na produção industrial de 5,6% em agosto comparado a agosto de 2019, superando a expectativa dos economistas, que apontava para aumento apenas de 5,1%. As vendas no varejo cresceram 0,5%, um valor surpreendente já que a estimativa era que o número permanecesse estável.

Os investidores afirmam a espera pela reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), que começará hoje para quarta-feira (16) ser decidida a decisão de política monetária do Federal Reserve. A reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que terá a decisão de juros brasileira também irá ocorrer nesta terça-feira.

Cotações

Às 10h35 (horário de Brasília) o Ibovespa tinha leve alta de 0,22%, aos 100.497 pontos.O dólar comercial caiu de 0,28% a R$ 5,2582 na compra e a R$ 5,2602 na venda. O dólar futuro para o mês de outubro tem queda de 0,3%, a R$ 5,257.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 se demonstra estável a 2,82%, o DI para janeiro de 2023 está em 4,09%, o DI para janeiro de 2025 vira para alta de dois pontos-base a 5,97% e o DI para janeiro de 2027 avança dois pontos-base a 6,97%.

O governo planeja revisar em torno de 2 milhões de benefícios destinados a idosos e pessoas carentes com deficiência.Representantes da bancada evangélica se juntam para derrubar o veto do presidente ao perdão de dívidas tributárias das igrejas.

Giovanna Freitas é graduanda na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), atualmente é redatora do portal FDR produzindo pautas sobre finanças.