Governo do Espírito Santo autoriza retorno das aulas presenciais nas universidades

Nesta segunda-feira (14), as instituições públicas e privadas de ensino superior do Estado do Espírito Santo estão autorizadas a retomar as suas atividades presenciais

Governo do Espírito Santo autoriza retorno das aulas presenciais nas universidades
Governo do Espírito Santo autoriza retorno das aulas presenciais nas universidades (Foto:Google)

Apesar disso, as instituições devem seguir o protocolo sanitário definido pela Secretaria da Saúde (Sesa) em portaria, que pede a adoção de um Plano Estratégico de Prevenção e Controle (PEPC), em cada instituição

As aulas presenciais estão suspensas no estado desde o mês de março. Em agosto, essa autorização para esse retorno do ensino presencial foi anunciada pelo governador Renato Casagrande (PSB).

Se preferir, as universidades poderão optar por seguir o ensino remoto. A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) é a maior instituição de ensino do estado, e vai continuar com as aulas remotas até o dia 15 de dezembro. 

Já o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), não vai ter as aulas presenciais até o final de 2020.

Plano de retomada no Espírito Santo 

No dia 4 de setembro, o governador anunciou que tinha interesse em retomar as aulas presenciais das instituições da educação básica no mês de outubro.

O plano de retomada foi divulgado pela governo e disponibilizando para a consulta pública dos cidadãos.

O governador Casagrande, disse que “Temos interesse em retornar com outros níveis da educação básica a partir de outubro. O primeiro a retornar, certamente, será o ensino médio, mas vai depender de uma avaliação até o final do mês. O nosso interesse é ir retornando com atividades presenciais dentro do protocolo já anunciado pela Educação e Saúde”.

O protocolo está com medidas a serem adotadas nas instituições de ensino para que a retomada das aulas seja segura para os alunos e funcionários. 

Esse plano de retomada prevê o retorno às aulas presenciais das escolas públicas estaduais, com um revezamento semanal, gradual e em etapas.

As atividades remotas são realizadas por meio do Programa EscoLAR, que neste período passou a ser considerado como carga horária letiva a partir de 1º de julho. 

Sendo assim, mesmo que as aulas presenciais retornem, às atividades e recursos disponibilizados à distância vão complementar os encontros presenciais. 

Após a definição da retomada, as unidades escolares deverão observar os procedimentos técnicos e sanitários.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.