PONTOS CHAVES

  • Caixa finaliza pagamentos do saque emergencial no fim do mês
  • Segurados podem consultar seus saldos pela internet
  • Calendário de pagamentos conta com duas modalidades

Cronograma de pagamentos do FGTS emergencial se encerrará no próximo dia 21. Segundo o calendário desenvolvido pela Caixa Econômica Federal, os aniversariantes do mês de dezembro encerrarão o lote de depósitos digitais do benefício. Para este grupo, os envios serão feitos por meio do Caixa Tem e sua retirada só será autorizada a partir do dia 14 de novembro. Abaixo, explicaremos mais detalhes, acompanhe.

publicidade
FGTS: Última parcela de R$1.045 será paga este mês; veja quem ainda vai receber (Imagem: Google)
FGTS: Última parcela de R$1.045 será paga este mês; veja quem ainda vai receber (Imagem: Google)
publicidade

O pagamento do saque emergencial via FGTS começou a ser feito desde o mês de junho e já movimentou milhões na economia nacional.

O benefício permite que cada cidadão tenha direito de retirar até R$ 1.045 de seus fundos de garantia para poder lidar com a crise do novo coronavírus.

Como receber

Para poder ter acesso ao valor, o cidadão precisa ficar atento as formas de pagamento. Inicialmente, a Caixa vem realizando depósitos por meio de sua poupança digital (Caixa Tem). Nesse caso, é preciso instalar o aplicativo e se cadastrar na plataforma para poder fazer transações.

A validação do registro deve ser feita através do número do celular do segurado que irá receber um código autorizando o acesso a carteira digital. Feito isso, será possível realizar pagamentos, compras online por leitura de QR Code e utilizar o cartão de débito digital para aquisições em sites.

Na sequência, após um período entre 30 e 50 dias (conforme mostra o calendário abaixo) o valor fica permitido para saque em espécie.

Nesse caso, o cidadão precisará ir até uma agência da Caixa ou então poderá transferir seu benefício para uma conta bancária de sua titularidade. É importante lembrar que a TED ou retirada será equivalente a quantia disponível no Caixa Tem.

Benefício não é obrigatório

Para aqueles que não desejarem ter acesso ao recurso, é possível informar a Caixa que não quer a transferência. Para isso, basta entrar em contato com a instituição até 10 dias antes do depósito pelo Caixa Tem. O procedimento também pode ser feito por meio do aplicativo do FGTS com a atendente digital.

Caso o cidadão já tenha recebido e ainda assim não queira o valor, basta ignorar o depósito e até o dia 30 de novembro, se ele não for retirado do Caixa Tem, será devolvido para o fundo de garantia. A quantia deverá passar por reajustes de valores a partir de taxas de juros, mas não sofrerá modificações diretas.

Consulta de saldo do FGTS

Para aqueles que estão em dúvida quanto ao saldo retido no FGTS antes de definir se desejará ou não utilizar o benefício, é possível consultar pela internet. Basta acessar o aplicativo do FGTS e se conectar através do número de seu CPF.

Ao acessar a plataforma será possível conferir todos os valores retidos nas contas ativas e inativas. Por fim, é importante lembrar que o pagamento total dos R$ 1.045 poderá ser solicitado apenas por aqueles com um saldo igual ou superior, podendo sacar de mais de um registro do fundo de garantia.

Calendário de depósitos e saques do FGTS emergencial:

O cronograma foi organizado a partir das datas de nascimento dos segurados e está dividido em dois momentos. O primeiro diz respeito ao envio pelo Caixa Tem e o segundo permite o saque ou transferência.

Veja abaixo a tabela de pagamento do FGTS emergencial:

Mês de nascimento Crédito em conta Saque e/ou transferência
Janeiro 29 de junho 25 de julho
Fevereiro 06 de julho 08 de agosto
Março 13 de julho 22 de agosto
Abril 20 de julho 05 de setembro
Maio 27 de julho 19 de setembro
Junho 03 de agosto 03 de outubro
Julho 10 de agosto 17 de outubro
Agosto 24 de agosto 17 de outubro
Setembro 31 de agosto 31 de outubro
Outubro 08 de setembro 31 de outubro
Novembro 14 de setembro 14 de novembro
Dezembro 21 de setembro 14 de novembro

 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.