Prefeitura de SP cria protocolo sanitário para reabertura dos cinemas

A prefeitura de São Paulo publicou na manhã de hoje (8), no Diário Oficial da União, as regras que precisam ser seguidas na reabertura dos cinemas da cidade. As salas de exibição poderão reabrir quando a capital avançar para a fase verde do Plano São Paulo.

publicidade
Prefeitura de SP cria protocolo sanitário para reabertura dos cinemas
Prefeitura de SP cria protocolo sanitário para reabertura dos cinemas (Imagem Google)

Segundo o protocolo de segurança determinando pela prefeitura, os cinemas poderão funcionar em um período de 8 horas por dia, com espaços entre as poltronas, utilização de máscaras em todos os espaços e com no máximo 60% da capacidade de cada sala.

As pessoas que comprarem ingressos juntas, como os casais por exemplo, poderão sentar um ao lado outro. Como forma de evitar aglomerações, a prefeitura determinou que a venda de ingressos pela internet devem ser priorizadas pelos cinemas.

publicidade

A prefeitura estimava no mês passado que na segunda quinzena de setembro, a capital estaria na fase verde do Plano São Paulo. Segundo informações do governo do Estado, na última semana uma queda de 13,5% no número de mortos pela covid-19 foi registrada.

Os espaços do cinema deverão passar por “um intenso processo de desinfecção prévia, especialmente as áreas de processamento ou venda de alimentos, os banheiros e as áreas de acesso público, seguindo as indicações das autoridades sanitárias e dos profissionais pertinentes”.

A temperatura dos frequentadores será aferida na entrada dos cinemas, assim como vem sendo feito em outros locais de comércio. Ao ser constatado alta temperatura ou sintomas de gripe, a entrada da pessoa será barrada.

Governo de São Paulo amplia horário de funcionamento dos comércios

O governo de São Paulo, aumentou de seis para oito horas por dia do horário de funcionamento do comércio e serviços já autorizados a reabrir em cidades que estão na fase amarela do Plano São Paulo.

Fica a critério dos empresários optarem por uma jornada contínua ou fracionada de abertura e também em qual turno desejam funcionar: manhã, tarde ou noite.

Estas possibilidades já estavam disponíveis para o setor de bares e restaurantes e passa a valer para todos os setores. As novidades foram comunicadas em uma coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

publicidade

Flávio Amary, o secretário de habitação que realizou a interlocução com os setores do comércio, shoppings e demais setores da economia, elogiou o trabalho do Centro de Contingência.

“É uma notícia positiva para todos os setores, que buscaram por esse pleito diluir as ocupações”, comemorou.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.